Clique e assine a partir de 9,90/mês

Doença desconhecida causa morte e deixa dois em estado grave na Bolívia

Infectologistas internacionais foram enviados ao país para investigar casos; ministra diz que não há motivos para declarar emergência epidemiológica

Por Da Redação - 2 jul 2019, 02h09

Uma doença desconhecida, que causou a morte de um médico e deixou outras duas pessoas em estado grave, ativou protocolos de saúde na Bolívia, que pediu apoio a entidades internacionais para identificar sua origem, informou nesta segunda-feira a ministra da Saúde, Gabriela Montaño.

Os diagnósticos iniciais indicam que é “uma doença viral”, mas as análises na médica falecida e nos dois profissionais da saúde que estão em terapia intensiva “descartaram a gripe e outras doenças virais” como a dengue, de acordo com Montaño.

Nas últimas horas, Montaño informou que subiu para cinco o número de infectados. “Temos três casos suspeitos, além dos dois primeiros, os médicos, os outros três estão nos mesmos hospitais (de La Paz) onde estão sendo atendidos os primeiros pacientes”, disse a ministra à imprensa.

Dois dos três novos pacientes tiveram contato com os médicos infectados. A terceira pessoa não teve relação com os profissionais, mas “apresenta sintomas” semelhantes, observou Montaño.

Para estabelecer a origem da doença, chegaram ao país um infectologista e outros dois especialistas de Atlanta, Estados Unidos, que vão ajudar na pesquisa.

Apesar disso, a ministra disse que não há motivos para declarar uma emergência epidemiológica, enquanto o delegado da Organização Pan-Americana da Saúde (OPS) na Bolívia, Alfonso Tenorio, pediu para seguir os protocolos para “manter a tranquilidade”.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade