Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ditador da Coreia do Norte reaparece em público usando bengala

Segundo imprensa oficial, Kim Jong-un visitou um laboratório científico; boatos ligaram seu sumiço a problemas de saúde e até a um golpe de estado

Por Da Redação 13 out 2014, 19h56

(Atualizado às 21h46)

O ditador Kim Jong-un reapareceu em público nesta segunda-feira depois de um mês sem comparecer em eventos oficiais no país comunista, reportou a imprensa oficial da Coreia do Norte, segundo informações da agência de notícias Reuters.

De acordo com a reportagem distribuída pela agência norte-coreana KCNA na manhã de terça-feira (horário local), o tirano visitou um novo complexo residencial e um laboratório científico. Imagens distribuídas pelo jornal norte-coreano Rodong Sinmun mostram o ditador usando bengala durante a visita.

Não foi dada nenhuma explicação sobre o sumiço do ditador, que durou 40 dias. O texto tampouco especificou quando exatamente ocorreu a visita, mas a imprensa sul-coreana especula que ela tenha ocorrido nesta segunda-feira.

A reportagem, que segue o tom típico das publicações oficiais laudatórias da Coreia do Norte, afirmou que Kim encontrou cientistas para lhes oferecer “conselhos”.

“Nossos cientistas são patriotas que estão devotando as suas vidas para construir uma nação rica e poderosa”, disse Kim, segundo a agência.

Longe dos holofotes da imprensa desde 3 de setembro, Kim teve sua ausência ligada a diversos boatos. Como a Coreia do Norte é um dos países mais isolados do mundo, é praticamente impossível comprovar a veracidade das informações divulgadas sobre Pyongyang. Entre as causas apontadas para o desaparecimento do ditador estavam graves problemas de saúde e até um golpe de estado.

A rede BBC já havia publicado nesta segunda-feira uma declaração do embaixador norte-coreano na Grã-Bretanha. Ele afirmou que “não há dúvidas” quanto às boas condições de saúde do tirano. A saúde de Kim passou a ser amplamente discutida após Pyongyang divulgar um comunicado em setembro admitindo que o ditador estava se recuperando de uma doença. Uma agência de notícias sul-coreana publicou que ele sofre de gota, doença que causa inflamação nas articulações e compromete os movimentos, o que pode explicar a bengala usada pelo ditador nas fotografias distribuídas nesta segunda-feira. Pouco depois foi divulgado que ele havia sido submetido a cirurgias nos tornozelos. Em um documentário veiculado no final de setembro, o tirano aparecia mancando ao visitar uma fábrica.

Continua após a publicidade
Publicidade