Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Diretor indiano defende filme sobre avião desaparecido

Produção está sendo apresentada a investidores no Festival de Cannes

Por Da Redação - 19 maio 2014, 13h12

Os familiares das vítimas do avião desaparecido da Malaysia Airlines ainda tentam entender o que aconteceu, mas uma produtora indiana já prepara um filme sobre o mistério do voo MH370. O responsável pela empreitada, Rupesh Paul, está apresentando o projeto a investidores no Festival de Cannes e tentando se defender de críticas. Ele garante que seu objetivo não é “lucrar” com a tragédia. “Nosso filme é um thriller. Não será baseado em coisas estúpidas. Não terá uma arma ou aliens. A controvérsia vai ajudar indiretamente, mas não estamos lucrando com o voo”, disse ao Hollywood Reporter.

O material de divulgação de ‘The Vanishing Act’ destaca “a história não contada do avião desaparecido da Malásia”. Acrescenta que o filme “inspirado em fatos reais” conta a história de “cinco jovens, seus planos de vingança e os estragos resultantes”. À rede CNN, o diretor negou que a produção seja ofensiva aos familiares das 239 pessoas que estavam a bordo da aeronave que desapareceu no dia 8 de março. “Há muitas coincidências entre os passageiros que estavam realmente viajando naquele avião, mas eu acho que essas semelhanças não vão prejudicar ninguém”.

Leia também:

O tamanho da encrenca na busca pelo avião desaparecido

Publicidade

Malaysia Airlines manda parentes de vítimas para casa

Busca por avião desaparecido poderá levar anos, diz autoridade dos EUA

A produtora afirma ter recrutado técnicos de Hollywood para ajudar nas sequências sobre o que acontece durante o voo. Investidores da Índia, China e Malásia já teriam se interessado, disse Paul, que também está promovendo em Cannes ‘Kamasutra 3D’ – a página da produtora na internet destaca ainda NaMo, “um thriller political altamente inspirado pelo carisma do mais poderoso líder político da Índia, Narendra Modi”, que será o próximo primeiro-ministro do país.

O voo MH370 partiu de Kuala Lumpur em direção a Pequim, onde nunca chegou. As buscas pela aeronave continuam no Oceano Índico. Em março, uma produção australiana sobre a queda de um avião em uma parte remota do oceano, durante um voo para a China, foi interrompida depois do desaparecimento do avião da Malaysia Airlines. O filme fala sobre um grupo de sobreviventes de um voo que ia da Austrália para Pequim, mas os produtores suspenderam os trabalhos em respeito aos envolvidos no desastre da vida real.

Publicidade