Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor de ONG em Gaza é acusado de desviar dinheiro para o Hamas

O serviço de inteligência de Israel acusou o palestino Mohamed Halabi de ter desviado dinheiro destinado à caridade para cooperar com o movimento islamita

O diretor da ONG cristã World Vision em Gaza foi detido por ter desviado milhões de dólares ao movimento islamita Hamas, anunciou nesta quinta-feira o serviço de segurança israelense, Shin Bet. Mohamed Halabi, um palestino, teria desviado 7,2 milhões de dólares (23,2 milhões de reais) a cada ano, desde 2010, para financiar o Hamas.

De acordo com as autoridades israelenses, cerca de 60% de todo o dinheiro enviado à Gaza pela World Vision foi desviado para o movimento islamita. A ONG, por sua vez, declarou não acreditar nas acusações israelenses contra seu funcionário e afirmou realizar auditorias regulares, nas quais nenhuma irregularidade foi constatada.

Leia também:
Parentes de vítimas de ataques palestinos processam Facebook em US$1 bi nos EUA
Israel busca responsáveis por atentado na Cisjordânia

Halabi teria registrado membros do Hamas como funcionários e criado projetos fictícios, incluindo programas para ajudar fazendeiros e pessoas deficientes, para enviar dinheiro ao movimento. Segundo o Shin Bet, o montante foi usado na construção de bases militares e túneis para ataques a civis em Israel, além de compra de armas.

A investigação também apontou que a diretoria internacional da ONG parecia não ter conhecimento sobre o desvio. “Nós vamos revisar qualquer evidência apresentada a nós e tomar atitudes apropriadas baseada em fatos”, declarou a World Vision em comunicado. Um porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, disse que o grupo “não tinha qualquer conexão com Halabi”.

(Com AFP)