Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diocese do Brooklyn paga US$ 27,5 mi em indenizações por abuso sexual

Acordo alcançou um dos valores mais altos; Igreja avalia 474 pedidos de negociação de vítimas nessa mesma região de Nova York

A Diocese do Brooklyn, na cidade de Nova York, concordou nesta terça-feira em pagar 27,5 milhões de dólares a quatro homens que, quando crianças, foram vítimas de abuso sexual pelo professor de religião Angelo Serrano na igreja de Santa Lúcia-São Patrício.

Segundo o jornal The New York Times, os quatro beneficiados pelo acordo foram repetidamente abusados por Angelo, que é leigo, entre 2003 e 2009. As vítimas tinham entre 8 e 12 anos de idade na época. Os estupros ocorreram no apartamento do professor, depois das aulas.

“Este é um acordo extremamente grande, e o tamanho da indenização tem de ser uma indicação da gravidade do abuso e também da pressão à qual a Igreja Católica está sujeita”, afirmou Terry McKiernan, presidente de uma organização que rastreia casos de abusos cometidos por religiosos, a BishopAccountability.org.

Angelo Serrano recebia um salário e tinha escritório na paróquia. Ele foi preso em 2009 por abuso sexual de muitos garotos. Em 2011, declarou-se culpado e foi condenado a quinze anos de prisão. No caso, há suspeitas de que dois religiosos da mesma paróquia, Frank Shannon e Stephen Lynch, sabiam dos crimes cometidos por Serrano, segundo a juíza Loren Baily-Schiffman.

Segundo o Times, a secretária da paróquia, Beatrice Ponnelle, testemunhou que meninos de 7 ou 8 anos de idade iam ao escritório de Serrano fazer o dever de casa. Algumas vezes, sentavam-se no colo do professor. Isso acontecia apesar da regra da paróquia de que nenhuma criança poderia ficar sozinha com funcionários em lugar algum.

O acordo da Diocese do Brooklyn foi considerado um dos maiores fechados pela Igreja Católica nos Estados Unidos, que, neste mês, sofreu um duro golpe quando foi divulgado um relatório sobre casos de abuso sexual cometidos por sacerdotes no Estado da Pensilvânia. A Procuradoria estadual contabilizou mais de 1.000 crianças abusadas, ao longo de setenta anos, por cerca de 300 sacerdotes.

O Times informou que a Diocese do Brooklyn está negociando centenas de acordos relacionados a abusos sexuais. Desde junho do ano passado, 474 vítimas se inscreveram para esses acordos. Outras seis dioceses do Estado de Nova York estão conduzindo o mesmo programa.

 

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. E claramente uma indústria de extorsão contra os Católicos pelos protestantes da ” predestinação”. É melhor desconsagrar a Igreja envolvida.

    Curtir

  2. E claramente uma indústria de extorsão contra os Católicos pelos protestantes da ” predestinação”.

    Curtir

  3. Luiz Chevelle

    Estudei em colégio de padres. Definitivamente não gosto deles. Vi como eram excessivamente carinhosos com os garotos menores do que eu.

    Curtir