Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dilma cai no ranking da ‘Forbes’ e agora é a 4ª mulher mais poderosa do mundo

Pelo segundo ano consecutivo, a lista é liderada pela chanceler alemã Angela Merkel. Graça Foster, da Petrobras, aparece em 16º lugar

Por Da Redação 28 Maio 2014, 13h21

Se no Brasil a presidente Dilma Rousseff vê sua popularidade patinar, no exterior seu desempenho não é muito diferente. Segundo o ranking de 2014 das mulheres mais poderosas do mundo compilado anualmente pela revista Forbes, a brasileira caiu duas posições em relação a 2013 e agora está na quarta posição. Pelo segundo ano consecutivo, a chanceler alemã Angela Merkel lidera o ranking.

Em seu site, a revista americana não detalha os motivos que levaram à queda de Dilma e se limita a afirmar que a presidente já está em final de mandato e comanda a sétima economia mais poderosa do mundo. Sobre a líder do ranking Angela Merkel, o texto informa que ela é a primeira estrela política da extinta Alemanha Oriental e a espinha dorsal da União Europeia (UE). Na segunda posição aparece a presidente do Fed (o Banco Central americano), Janet Yellen, uma estreante do ranking da Forbes. A terceira posição, pelo segundo ano seguido, é ocupada pela filantropa bilionária Melinda Gates.

Leia também

USP perde liderança de ranking acadêmico da América Latina

Brasil perde participação em lista de maiores empresas da ‘Forbes’

Dilma é a única mulher sul-americana entre as dez primeiras colocadas. Maria das Graças Foster, presidente da Petrobras, está em 16º e a presidente argentina Cristina Kirchner, em 19º. Entre as personalidades do showbizz, destacam-se a apresentadora Oprah Winfrey, na 14ª posição, e a cantora Beyonce, na 17ª.

Continua após a publicidade
Publicidade