Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dezenove mortos, incluindo 13 crianças, em incêndio em Doha

Ao menos 19 pessoas, entre elas 13 crianças, das quais quatro espanholas, morreram em um incêndio nesta segunda-feira em um grande centro comercial de Doha, capital do Qatar, informaram as autoridades.

O incêndio deixou “19 mortos, incluindo 13 crianças –sete meninas e seis meninos–, quatro professoras e dois membros da Defesa Civil”, informou o Ministério do Interior no Twitter, citando o Ministério da Saúde.

“Quatro das crianças mortas são espanholas”, informou o Ministério de Assuntos Exteriores espanhol em Madri, sem dar mais detalhes. A embaixada espanhola está trabalhando para recolher dados sobre o ocorrido, completou.

A ministra francesa encarregada dos franceses no exterior, Yamina Benguigui, afirmou que uma criança francesa de três anos está entre os mortos.

“É com profunda tristeza que confirmo que uma criança francesa de 3 anos está entre as vítimas deste drama”, declarou em um comunicado.

O incêndio começou na creche do shopping Villagio Mall, o principal centro comercial da capital do Qatar, informou o ministro do Interior, Abdullah bin Nasser al-Thani.

“A procuradoria ficou a cargo da investigação”, completou Abdullah bin Naser al-Thani.

“O centro de operações recebeu às 11h02 (05h02 de Brasília) o primeiro informe sobre um incêndio no Villaggio”, afirmou, segundo a agência oficial QNA, completando que a polícia e a Defesa Civil chegaram ao local em alguns minutos.

Segundo o ministro, os serviços de resgate localizaram “20 crianças em uma creche do complexo e todos os esforços se concentraram na retirada delas”. Ele indicou que os bombeiros tiveram que entrar pelo telhado da creche, localizada no primeiro andar, para retirar as crianças cercadas pelas chamas, devido ao fato de as escadas terem desmoronado.

Segundo o Ministro da Saúde do Qatar, Khaled al-Qahtani, 17 pessoas ficaram feridas no incêndio, em sua maioria bombeiros.

Imagens publicadas na internet mostravam uma coluna de fumaça negra saindo do centro comercial, enquanto as ambulâncias chegavam ao local.

O príncipe herdeiro, xeque Tamin bin Hamad al-Thani, pediu a criação de uma comissão especial para investigar o incêndio, informou o canal Al-Jazeera.

O shopping, que abriu em 2006, tem 125.000 m2.