Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dez coisas que você não sabe sobre Hillary Clinton

Por Da Redação - 18 abr 2015, 08h39

Sair da sombra do marido e ter uma vida profissional de sucesso é desafio no universo feminino – mesmo em países democráticos – no século XXI. Histórias de mulheres que conseguem tal feito sempre são inspiradoras. Em especial quando o cônjuge foi presidente dos Estados Unidos.

Hillary é Rodham antes mesmo de ser Clinton. Ela passou quase três décadas no centro das atenções em todo o mundo – e, por parte desse tempo, ficou em segundo plano em detrimento de seu marido, o ex-presidente democrata Bill Clinton. Agora, a situação mudou: ela é mais Rodham do que Clinton e foi Bill quem passou a ser sombra da mulher.

LEIA TAMBÉM:

A mulher escalada para eleger Hillary Clinton

Continua após a publicidade

Dona de uma longa trajetória política, Hillary se prepara para a disputada corrida presidencial dos Estados Unidos. Além de ser fundadora de um grupo de defesa às crianças e às famílias do Arkansas e de ter dado início ao projeto de saúde pública que hoje é conhecido como Obamacare, Hillary se mostrou uma das Secretárias de Estado mais influentes da história recente do país. Coube a ela abrir caminho, por exemplo, para a retomada das conversas dos Estados Unidos com o Irã.

LEIA TAMBÉM:

Mulheres deveriam ganhar 10% a mais que os homens no Brasil, diz estudo

Mulheres devem levar até 200 anos para alcançar igualdade de gênero

Continua após a publicidade

A democrata também é conhecida pela rapidez com que muda de ideia sobre assuntos controversos. Os assessores de Hillary confirmaram este semana ao jornal britânico The Guardian que ela defenderá a validade da união de pessoas do mesmo sexo no âmbito federal, contrariando declarações recentes em que respaldou a independência de cada Estado para legislar sobre o assunto.

Publicidade