Clique e assine a partir de 9,90/mês

Deu ruim para a Coreia do Norte: novo teste de míssil falha

No domingo, um outro teste com o mesmo tipo de equipamento também falhou assim que foi lançado

Por Da redação - 20 Oct 2016, 14h04

A Coreia do Norte falhou em um teste de míssil de médio alcance, do modelo Musudan, nesta quinta-feira, informaram o Comando Estratégico dos Estados Unidos (Usstratcom) e o Exército da Coreia do Sul. De acordo com as informações dos dois órgãos militares, o lançamento ocorreu na região nordeste do país e o míssil explodiu poucos minutos depois de deixar a base.

No domingo, um outro teste com o mesmo tipo de equipamento também falhou assim que foi lançado. O Musudan, feito por Pyongyang, tem um alcance de três mil a quatro mil quilômetros e poderia atingir a base americana de Guam, no Oceano Pacífico. Essa é a oitava vez que o regime de Kim Jong-un faz um lançamento com o míssil e apenas um, ativado no dia 22 de junho, conseguiu ter um “sucesso parcial”, atingindo 400 quilômetros de distância e uma altitude de 1,4km.

Sistema antimíssil — Os Estados Unidos anunciaram que vão acelerar a construção de um sistema antimíssil na Coreia do Sul após os constantes testes da Coreia do Norte. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado, John Kerry, e pelo chefe do Pentágono, Ash Carter, nesta quarta-feira. O anúncio da construção do sistema havia sido feito no início do ano e preocupa os chineses, que acreditam que a construção aumentará a tensão no local.

A Rússia também se manifestou nesta quinta e reafirmou ser contrária ao projeto. “Somos decisivamente contrários e não aceitamos a decisão dos norte-americanos e dos sul-coreanos de instalar o sistema antiaéreo Thaad na Coreia do Sul. Consideramos que isso não garante a segurança”, disse o embaixador russos para casos especiais, Oleg Davidov, entrevistado pela agência Interfax.

Continua após a publicidade

(Com ANSA)

Publicidade