Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depois da Unesco, palestinos miram 16 agências da ONU

Depois da aceitação da Palestina como membro pleno da Unesco na última segunda-feira, dirigentes palestinos iniciaram estudos sobre os procedimentos de adesão a 16 outras agências da ONU estabelecidas em Genebra, informou Imad Zuhairi, embaixador adjunto da missão palestina às Nações Unidas.

Leia mais:

Leia mais: Após adesão palestina, EUA não farão mais doações à Unesco

Um passo adiante – Para a Liga Árabe, inclusive, a adesão à Unesco já é um passo em direção à aceitação da Palestina como estado membro da ONU. Em comunicado, o secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, destacou: “A aceitação da Palestina reflete a atmosfera política internacional a favor do reconhecimento do estado palestino independente dentro de suas fronteiras de 1967, com sua capital em Jerusalém Oriental”.

A Liga também criticou a decisão dos Estados Unidos de suspender a contribuição financeira à Unesco, alegando que tal atitude prejudica os esforços para retomar o estagnado processo de paz no Oriente Médio. “Essa postura americana é um indicador negativo em relação aos esforços para retomar as paralisadas negociações palestino-israelenses”, relatou Arabi.

Contexto – Na segunda-feira, a Palestina foi admitida formalmente como membro pleno da Unesco. Essa admissão levou os Estados Unidos a suspender sua contribuição financeira a essa organização internacional e criou bastante desconforto entre os israelenses, que condenaram a medida publicamente.

(Com agência France-Presse)