Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Defesa vai alegar insanidade mental de atirador do Colorado

James Holmes é acusado de abrir fogo em um cinema e matar 12 pessoas durante a estreia de um filme do Batman, em julho do ano passado

Os advogados de James Holmes, que matou 12 pessoas a tiros em um cinema no Colorado, mudaram sua estratégia de defesa. Depois de apontarem para a possibilidade de o atirador se declarar culpado para evitar uma condenação à pena de morte, os representantes informaram que Holmes alegará inocência por insanidade mental. A audiência está marcada para o próximo dia 13. Holmes atacou o público que foi acompanhar a estreia do filme Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, em julho de 2012.

A defesa já havia chamado a atenção para a saúde mental de seu cliente, alegando em outras audiências que Holmes não se encaixava nos padrões estabelecidos pelas leis do Colorado. A legislação do estado americano diz que a insanidade é caracterizada quando uma pessoa não consegue distinguir o certo do errado devido a uma doença ou a imperfeições no cérebro.

Leia também:

Atirador é descrito como um jovem solitário

Saiba quem são as 12 vítimas de ataque no Colorado

Se o júri acatar o pedido, o atirador deverá ser encaminhado a um hospital psiquiátrico, onde os médicos determinarão as reais condições de Holmes. Mesmo com um parecer positivo dos médicos, o júri poderá declarar o atirador culpado pelos crimes.

O julgamento de Holmes foi marcado para agosto e será o desfecho de um dos ataques mais violentos dos Estados Unidos nos últimos tempos. Os promotores não cederam aos apelos da defesa e manterão o pedido de pena de morte para o criminoso. A alegação é de que o americano planejou o ataque durante meses e montou até um pequeno arsenal em seu apartamento.