Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

De 44°C para enchente histórica: a semana de extremos no Uruguai

Só na última segunda-feira (17), a capital, Montevidéu, recebeu 170 mm de chuva

Por Ernesto Neves Atualizado em 18 jan 2022, 10h40 - Publicado em 18 jan 2022, 08h01

A capital do Uruguai, Montevidéu, foi castigada por fortes temporais na última segunda-feira 17, e permaneceu alagada durante boa parte do dia.

Segundo o Instituto Uruguaio de Meteorologia, Montevidéu recebeu mais de 170mm de chuva, o dobro do que era esperado para todo o mês de janeiro. As maiores precipitações ocorreram entre 5 e 7 horas da manhã.

Além do caos no trânsito, mais de 10.000 moradores da cidade ficaram sem luz como resultado das inundações e queda de árvores.

Segundo o jornal uruguaio El País, os ventos ultrapassaram 90 quilômetros por hora em alguns bairros de Montevidéu.

A cidade de Canelones, a 45 quilômetros da capital, também foi seriamente atingida pela tempestade.

A meteorologia informou ainda que novas chuvas são esperadas até o fim de janeiro, mas de menor intensidade.

“Nossas equipes estão trabalhando desde a madrugada e disponibilizamos todos os  recursos para lidar com um problema sem precedentes”, afirmou a prefeitura da capital uruguaia através das redes sociais.

Continua após a publicidade

De acordo com Jorge Cuello, coordenador do serviço de emergência da capital, a situação se agravou porque o escoamento da água foi prejudicado pelo solo extremamente seco da capital.

Nos últimos dias, o Uruguai enfrentou temperaturas acima dos 40°C.

Na última sexta 14, a cidade de Florida, a 85 quilômetros da capital, registrou 44°C, a maior desde 1943 no Uruguai.

“Entre quinta-feira 13 e sexta, várias estações meteorológicas ultrapassaram  valores históricos para o mês de janeiro”, informou o Instituto Uruguaio de Meteorologia.

A onda de calor afetou ainda o Sul do Brasil, o Paraguai e a Argentina, onde a rede de energia não suportou o pico de consumo e aconteceram blecautes.

 

Montevidéu, no Uruguai: país enfrentou maiores temperaturas de sua história nesta semana
Montevidéu, no Uruguai: país enfrentou maiores temperaturas de sua história nesta semana Reprodução/Reprodução
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês