Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

David Cameron pedirá ao mundo este domingo união contra fome

O primeiro-ministro britânido, David Cameron, fará um apelo este domingo às potências mundiais para que intensifiquem seus esforços para enfrentar a desnutrição no planeta. Aproveitando o grande número de representantes reunidos em Londres para os Jogos Olímpicos, Cameron deve solicitar uma ação internacional para salvar 25 milhões de crianças dos atrasos no crescimento devidos à desnutrição nos próximos quatro anos.

A “cúpula da fome”, celebrada na residência oficial do premier, em Downing Street, é co-organizada pelo vice-presidente do Brasil, Michel Temer. “Enquanto pessoas de todo o mundo se divertem com estes Jogos, existe outro mundo em que crianças não têm o suficiente para comer”, dirá Cameron. “Os números são chocantes. Uma morte infantil em cada três está ligada à desnutrição. E 171 milhões de crianças estão tão mal alimentadas antes dos 2 anos que nunca conseguem se recuperar fisicamente. Embora as crianças mal alimentadas sejam capazes de lutar contra as doenças e infecções nos primeiros anos, seus corpos e espíritos nunca se desenvolvem totalmente”, acrescentará.

“É uma tragédia para eles e é uma tragédia para as sociedades em que vivem. Crianças que poderiam crescer e ser médicos, fazendeiros, engenheiros e empresários ou grandes atletas olímpicos são deixadas de lado”, frisará.

Cameron deve prometer 120 milhões de libras (188 milhões de dólares) por parte da Grã-Bretanha para financiar a pesquisa de cultivos resistentes à seca e mais vitaminados para a África e o sul da Ásia. A pesquisa poderá ajudar estas regiões na colheita de 11 milhões de toneladas a mais de cereais e alimentar até 45 milhões de pessoas em um ano, informou a Downing Street.

Cameron anunciará o financiamento pela Grã-Bretanha de um programa conjunto com a Suíça e a Irlanda para ajudar as populações dos países em desenvolvimento a pedir contas a seus representantes em questão de ajuda alimentar. Outro programa no Quênia apoiará um plano de SMS para telefones celulares que permite avisar rapidamente sobre “pontos críticos da fome”, com a finalidade de que os alimentos sejam entregues com mais rapidez, acrescentou a Downing Street.

Astros do esporte mundial, como o corredor etíope Haile Gebreselassie e o rei Pelé são aguardados na cúpula, além de ministros e organizações internacionais. A conferência será celebrada antes da cerimônia de encerramento, este domingo, das Olimpíadas de Londres e do apagamento da chama olímpica na capital britânica, onde os organizadores transmitirão a bandeira à equipe responsável pelos Jogos Olímpicos do Rio de 2016.

(Com agência France Presse)