Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Daniel Ortega felicita Lula após tumor cancerígeno desaparecer

Por Da Redação 14 fev 2012, 00h19

Manágua, 13 fev (EFE).- O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, felicitou nesta segunda-feira o ex-governante brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva pelo desaparecimento do tumor cancerígeno em sua laringe.

‘Hoje felicitamos e cumprimentamos Lula, porque haviam descoberto um câncer em sua laringe e o estavam tratando com quimioterapia. Hoje já saiu (o exame) e não apareceram células cancerígenas’, celebrou o líder nicaraguense em discurso durante a inauguração do ano letivo, na Praça da Revolução, em Manágua.

Uma tomografia comprovou o desaparecimento do tumor cancerígeno na laringe do ex-presidente brasileiro, embora isto deverá ser confirmado com uma endoscopia, informou o oncologista de Lula, Artur Katz.

‘Pegamos uma carona e, do ponto de vista tomográfico, não se vê mais o tumor’, assinalou Katz em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo diário ‘Folha de S. Paulo’, depois dos exames aos quais Lula foi submetido no sábado, quando ingressou no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, por desidratação e fadiga.

No entanto, Katz esclareceu que só uma endoscopia, que será realizada entre quatro e seis semanas, após a conclusão do tratamento com radioterapia, poderá constatar a remoção definitiva do tumor.

Lula, de 66 anos, entrou caminhando no sábado na clínica onde realiza seu tratamento oncológico, após passar 12 horas sem alimentar-se adequadamente como consequência de um quadro de desidratação.

O hospital comunicou em um boletim que Lula ‘segue internado e está clinicamente bem, passando por um tratamento de fonoaudiologia, fisioterapia, hidratação intravenosa e de assistência nutricional, alimentando-se por via oral’.

Após ser diagnosticado com câncer em 29 de outubro, Lula foi submetido a um ciclo de quimioterapia que permitiu reduzir em 75% um tumor maligno de três centímetros e depois começou uma série de sessões de radioterapia, acompanhada por uma quimioterapia complementar mais leve.

Desde que começou o tratamento, Lula já perdeu nove quilos. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade