Daily Mail vai pagar US$ 2,9 mi a Melania Trump por difamação

A primeira-dama fez um acordo com o jornal após processá-lo por matérias sugestivas sobre seu passado como modelo

Por Da redação - Atualizado em 12 abr 2017, 10h28 - Publicado em 12 abr 2017, 10h22

A primeira-dama dos Estados UnidosMelania Trump, receberá 2,9 milhões de dólares (9,1 milhões de reais) do tabloide inglês Daily Mail, após acordo judicial em dois processos de difamação, informou o jornal Wall Street Journal. A esposa do presidente Donald Trump acusou a publicação de sugerir que já trabalhou como “acompanhante” na década de 90, além de usar fotos suas sensuais para reforçar as afirmações.

O texto do acordo, lido no tribunal nesta quarta-feira, diz que matérias publicadas no site e no jornal impresso incluíam “acusações difamatórias que questionam a natureza de seu trabalho como modelo profissional”, sem apresentar evidências. As reportagens foram publicadas em 20 de agosto de 2016, na época da campanha eleitoral, com a manchete: “Fotos picantes e dúvidas preocupantes sobre o passado de sua mulher podem derrubar Trump”.

No ano passado, foi revelado que Melania havia entrado com um processo na Inglaterra e outro nos Estados Unidos, ambos finalizados hoje. A empresa Associated Newspapers, proprietária do Daily Mail, já declarou que aceita os termos do acordo, cujo o valor ficou bem abaixo do que o pedido inicial da primeira-dama – 150 milhões de dólares (quase 490 milhões de reais). O jornal também deverá se desculpar pelas acusações, com um texto a ser publicado em seu site e versão impressa.

Publicidade