Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Cuba se oferece para pagar dívida com República Checa com rum

O país comunista deve 916 milhões de reais ao antigo aliado por acordos na época da Checoslováquia

Por Da redação - Atualizado em 17 dez 2016, 13h46 - Publicado em 17 dez 2016, 12h31

Sem dinheiro para pagar uma dívida antiga, Cuba ofereceu quitar seus débitos com a República Checa através de alguns bens que o país tem de sobra. Segundo comunicado do Ministério das Finanças checo, a proposta incluía garrafas do cobiçado rum cubano.

“O partido Cubano, como uma possível solução, ofereceu uma lista de commodities. Inclusive diversas marcas de rum”, declarou a vice-ministra Lenka Dupakova, nesta sexta-feira. Segundo a imprensa local, a dívida do país comunista com o antigo aliado chega a 7 bilhões de coroas checas (cerca de 916 milhões de reais). De acordo com a ministra, porém, o valor ainda não foi fechado, já que as conversas sobre o pagamento iniciaram apenas no fim do ano passado.

Segundo o jornal local Dnes, Dupakova tratou a oferta cubana como “uma opção interessante”. “Há marcas relativamente desconhecidas que podem ser boas, mas teríamos que divulgá-las e lançá-las no mercado”, comentou. Em 2015, a República Checa importou 892 toneladas de rum cubano, o equivalente a 53 milhões de coroas checas (cerca de 7 milhões de reais).

A dívida entre as nações faz parte da herança de laços comerciais entre Cuba e a antiga Checoslováquia, que se dividiu entre República Checa e Eslováquia em 1993. Apesar de não rejeitar o plano, a ministra disse “pelo menos parte do débito deve ser pago em dinheiro” para que o acordo seja favorável ao país.

Publicidade