Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Cruz abandona disputa e deixa caminho aberto para Trump

Desistência do senador após derrota em Indiana coloca o magnata ainda mais perto de conseguir a indicação do Partido Republicano para as eleições presidenciais dos EUA

Por Da Redação 3 Maio 2016, 22h55

Principal rival de Donald Trump, o senador Ted Cruz abandonou a disputa pela indicação do Partido Republicano nesta terça-feira, depois de perder as primárias no Estado de Indiana. A desistência de Cruz, que havia apostado suas últimas fichas em Indiana, abre caminho para a consolidação de Trump como o candidato republicano nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, em 8 de novembro.

Com 1.001 delegados, segundo estimativa do New York Times, Trump está a pouco mais de duzentos de garantir matematicamente a indicação – sem o risco de ser contestado na convenção republicana, em julho. Com primárias em Estados populosos como Califórnia e Nova Jersey pela frente, é improvável que o magnata não consiga o número necessário. Agora seu único adversário na disputa, o governador de Ohio John Kasich tem apenas 153 delegados.

Cruz anunciou sua decisão pouco em discurso em Indianápolis, pouco depois da divulgação dos resultados na imprensa. “Demos tudo o que tínhamos em Indiana, mas esta noite, os eleitores escolheram outro caminho. Por isso, suspendemos nossa campanha”, disse ele. O senador apareceu acompanhado de sua esposa Heidi e suas duas filhas, e foi apresentado pela também ex-pré-candidata presidencial Carly Fiorina, a quem havia convidado para ser sua vice.

“Mas não suspendo minha luta pela liberdade. Não suspendo minha luta por defender a Constituição, os valores judaico-cristãos que fundaram os EUA. Nosso movimento continuará”, prometeu.

Cruz se afasta da disputa presidencial depois de tentar diversas estratégias para barrar a subida de Trump, desde forjar uma aliança sem precedentes com o também pré-candidato John Kasich, governador de Ohio, até anunciar precocemente sua companheira de chapa, Carly Fiorina.

Embora Kasich ainda siga na disputa, a renúncia de Cruz praticamente serve de bandeja a indicação republicana a Trump, que após a ampla vitória de hoje em Indiana está a menos de 200 delegados de conseguir a indicação matemática, e quando ainda faltam votar estados populosos como Califórnia e Nova Jersey.

‘Provável candidato’ – No Twitter, o presidente do Comitê Nacional Republicano, Reince Priebus, reconheceu que Trump é o ‘provável indicado’ do partido para disputar a Casa Branca. “Donald Trump será o provável indicado do Partido Republicano, devemos nos unir e nos focar em derrotar Hillary Clinton”, escreveu ele.

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)