Clique e assine a partir de 9,90/mês

Crocodilo mata jornalista do ‘Financial Times’ no Sri Lanka

Jornal confirmou a morte de Paul McClean em um texto que o descreve como um jovem talentoso, ativo e dedicado

Por Da redação - Atualizado em 15 set 2017, 18h45 - Publicado em 15 set 2017, 12h20

Um crocodilo matou um jovem jornalista inglês que trabalhava para o jornal Financial Times, quando ele estava de férias em Arugam Bay, na costa leste do Sri Lanka. A vítima, identificada como Paul McClean, de 25 anos, morreu na noite de quinta-feira 14, após ser atacada pelo animal quando estava lavando as mãos em um lago da região, famosa entre os surfistas.

Dois moradores alertaram o grupo com quem McClean viajava, após vê-lo sacudindo os braços em sinal de socorro. Horas depois, a polícia e o Exército da ilha fizeram uma operação de busca na margem do lago em que aconteceu o ataque.

Mergulhadores da Marinha local encontraram o corpo do jornalista na manhã desta sexta-feira 15 e o levaram a um hospital de Ampara, também na costa leste do país, para ser submetido a uma autópsia e confirmar a causa da morte.

Segundo a versão das testemunhas, a vítima havia se separado do grupo para procurar um banheiro quando foi surpreendida pelo crocodilo.

Continua após a publicidade

O Financial Times confirmou a morte de McClean em um texto que o descreve como um jornalista de grande futuro, “talentoso, ativo e dedicado”, nas palavras do editor-chefe da publicação, James Lamont. McClean trabalhava atualmente na redação do jornal em Londres, após passar um período em Bruxelas.

(com EFE)

Publicidade