Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cristina Kirchner tem tumor na tiroide e será operada em janeiro

Buenos Aires, 27 dez (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, tem um tumor na glândula tireóide e será operada no próximo dia 4 de janeiro, anunciou nesta terça-feira seu porta-voz, Alfredo Soccimarro.

A doença da chefe de Estado, de 58 anos, foi detectada durante uma revisão médica de rotina, informou Soccimarro aos jornalistas.

Scoccimarro, secretário de Comunicação Pública, ressaltou que o tumor não afetou outros órgãos da presidente, que depois da operação tirará uma licença até o dia 24 de janeiro.

‘No último dia 22 de dezembro, durante a realização de exames médicos rotineiros, foi detectada a existência de um carcinoma papilar no lóbulo direito da glândula tireoide’, detalhou.

‘No dia de hoje foram realizados exames específicos e foi constatada a ausência de comprometimento dos gânglios linfáticos e a inexistência de metástases’, acrescentou.

Neste sentido, destacou que os médicos chegaram à conclusão que a localização do tumor está restrita à glândula tireóide.

‘Tendo completado hoje a realização dos exames pré-cirúrgicos correspondentes, a cirurgia foi marcada para quarta-feira, dia 4 de janeiro, no Hospital Austral com um tempo provável de internação de 72 horas e convalescença de 20 dias’, completou o porta-voz.

Cristina Kirchner, que no último dia 10 de dezembro assumiu seu segundo mandato presidencial depois de ter sido reeleita com ampla vantagem, será operada por uma equipe médica liderada pelo cirurgião e oncologista Pedro Saco.

Durante sua convalescença, a chefia do Estado será exercida pelo vice-presidente Amado Boudou. EFE