Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cristina Kirchner se recusa a responder perguntas de juiz, a quem chamou de ‘incompetente’

A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner prestou depoimento nesta quarta-feira em um caso sobre irregularidades no Banco Central durante seu mandato – o caso investiga a venda de dólar futuro no Banco Central argentino em taxas abaixo do mercado, custando bilhões de dólares ao setor público.

Na audiência, Cristina ouviu as acusações que motivaram a intimação para o depoimento, entregou uma defesa por escrito e, durante quase meia hora, fez um discurso de críticas ao juiz Claudio Bonadio de “incompetente”. Quando o magistrado concluiu que a ex-presidente não pretendia responder suas perguntas, retirou-se do tribunal.

Ao sair do local, Cristina liderou um ato em frente ao tribunal. Em discurso de uma hora, a ex-presidente criticou o governo do atual mandatário, Mauricio Macri, e a Justiça argentina. “Eles podem me prender, mas não vão me impedir de dizer o que eu penso”, desafiou Cristina.

Leia também:

Cristina Kirchner será investigada em escândalo de lavagem de dinheiro

Lavagem de dinheiro – Na semana passada, Cristina também foi acusada por um procurador federal de lavagem de dinheiro, após uma testemunha referir-se à ex-presidente e seu marido Néstor Kirchner, que foi presidente entre 2003-2007 e que morreu em 2010, como chefes de um esquema de corrupção e desvio de recursos.

Nesta quarta-feira, enquanto se dirigia ao tribunal, Cristina cruzou com apoiadores que gritaram “iremos voltar” ao governo e “se tocarem em Cristina, vamos criar o caos”.

(Da redação)