Clique e assine com até 92% de desconto

Cristina Kirchner descobre câncer na tireoide

Presidente vai retirar tumor em 4 de janeiro, informou seu porta-voz

Por Da Redação 27 dez 2011, 21h35

A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, tem um tumor na glândula tireoide e será operada em 4 de janeiro, anunciou nesta terça-feira seu porta-voz, Alfredo Soccimarro.

A doença da chefe de estado foi detectada durante uma revisão médica de rotina, ocorrida em 22 de dezembro. Os exames revelaram um “carcinoma papilar no lóbulo direito da glândula tiroide”. De acordo com o porta-voz, Cristina já realizou exames pré-cirurgicos que indicaram a ausência de comprometimento dos gânglios linfáticos e de metástase.

A cirurgia será realizada por uma equipe médida liderada pelo oncologista Pedro Saco no hospital privado Austral, onde a presidente ficará internada por 72 horas. O período previsto para convalescença é de aproximadamente 20 dias.

O vice-presidente argentino, Amado Boudou, assumirá o cargo entre 4 e 24 de janeiro, acrescentou Scoccimarro.

Cristina tem 58 anos e vinha sofrendo de quadros de hipotensão, que a obrigavam a suspender, por breves períodos, as atividades oficiais.

(Com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade