Clique e assine a partir de 9,90/mês

Cozinheiro de Bin Laden se declara culpado em Guantánamo

Prisioneiro era acusado de ajudar o terrorista a escapar do Exército americano

Por Da Redação - 7 jul 2010, 16h07

O prisioneiro sudanês Ibrahim al Qosi, acusado de proteger Osama bin Laden e ajudá-lo a escapar das forças norte-americanas no Afeganistão, se declarou culpado nos tribunais de Guantánamo nesta quarta-feira.

Segundo o porta-voz dos tribunais Joe DellaVedova, Qosi admitiu ter conspirado com a organização Al Qaeda e fornecido apoio material ao terrorismo. O sudanês, que era cozinheiro de Bin Laden, ficou detido em Guantánamo por mais de oito anos. Agora, sua sentença poderá chegar a prisão perpétua, revelou DellaVedova por telefone, a partir da base naval americana em Cuba.

(Com agência Reuters)

Publicidade