Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corte de Milão condena filho de Berlusconi a 14 meses de prisão

A Corte de Apelação de Milão condenou nesta quarta-feira o filho do ex-premiê italiano Silvio Berlusconi, Piersilvio Berlusconi, e o presidente da empresa Mediaset, Fedele Confalonieri, a 14 meses de detenção por irregularidades na área de comunicações. A Justiça italiana investiga a produtora de vídeos Mediaset, da família Berlusconi, que é acusada de fraudar processos de compra e venda de direitos televisivos.

Pelo caso, o próprio ex-primeiro-ministro já havia sido condenado a 10 meses de trabalho voluntário por fraude fiscal. A Corte considerou que Piersilvio e o presidente da Mediaset são os responsáveis pelo crime de fraude fiscal. Porém, mesmo tendo condenado os dois, a Corte de Apelação decidiu que as penas contra ambos devem ter uma “suspensão condicional”.

Leia também

Por que os italianos falam com as mãos?

Senado da Itália aprova projeto que legaliza união civil entre homossexuais

Berlusconi diz que mulher não pode ser política e mãe ao mesmo tempo

Na prática, isso significa que eles não precisarão ir para a cadeia neste momento. A prisão só seria efetuada no caso de uma nova condenação por uma instância superior em que fossem considerados culpados. Se não houver novo julgamento, eles não precisarão cumprir a pena. O procurador Fabio De Pasquale havia pedido para Piersilvio uma pena de três anos e dois meses de prisão e para Confalonieri uma pena de três anos e quatro meses de detenção.

(Com ANSA)