Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corpos e destroços de avião são encontrados perto da fronteira russa

Boeing 777 da Malaysia Airlines foi derrubado por separatistas, segundo governo ucraniano. Quase 300 pessoas estavam a bordo

Dezenas de corpos estavam espalhados ao redor dos destroços ainda em chamas do avião de passageiros que caiu no leste da Ucrânia nesta quinta-feira. Um funcionário dos serviços de resgate disse que pelo menos cem corpos foram encontrados até agora perto de Grabovo, a cerca de 40 quilômetros da fronteira com a Rússia.

Pedaços das asas do avião tinham as cores azul e vermelho da companhia aérea Malaysia Airlines – que confirmou ter perdido o contato com o voo Mh17, que ia de Amsterdã, na Holanda, para Kuala Lumpur, na Malásia, com quase 300 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulação. Segundo o conselheiro do ministro do Interior da Ucrânia, Anton Gheranshenko, todos os que estavam a bordo morreram.

Leia também

Avião da Malásia com 298 pessoas cai na Ucrânia

Ucrânia acusa Rússia de derrubar um de seus caças

Testemunhas também disseram ter visto a queda da aeronave. “Eu estava trabalhando no campo com meu trator quando ouvi o som de um avião e, em seguida, um estrondo e tiros. Vi então um avião bater no chão e se partir em dois. Havia uma densa fumaça negra”, disse à agência Reuters um homem que se identificou apenas como Vladimir.

Um separatista que se identificou apenas como Sergei disse ter visto um avião começar a cair e, em seguida, ouvido duas explosões. Ele negou que os rebeldes tenham abatido a aeronave, como afirmado pelo governo ucraniano.

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, disse em comunicado que este é o “terceiro evento trágico nos últimos dias, depois que um avião militar ucraniano An-26 e um Su-25 foram atingidos por disparos a partir do território russo”. “As Forças Armadas ucranianas não tentaram abater alvos no ar”, afirma o texto.

Vídeo amador mostra fumaça provocada pela queda do avião