Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corpo de refugiado sírio gay é encontrado decapitado na Turquia

Muhammed Wisam Sankari já havia sido sequestrado e estuprado cinco meses atrás

O corpo de um refugiado sírio homossexual que estava desaparecido na Turquia foi encontrado mutilado e decapitado em um bairro de Istambul, informou um grupo local de direitos humanos. Muhammed Wisam Sankari desapareceu no dia 23 de julho depois de sair de sua casa no distrito conservador de Fatih, informou o grupo Kaos Gay and Lesbian Cultural Research and Solidarity Association (Kaos GL), e seu corpo foi descoberto dois dias depois.

Sakari havia chegado a Istambul há um ano fugindo da guerra em seu país, mas queria deixar a Turquia porque passou a temer por sua vida depois de ser sequestrado, estuprado e ameaçado por grupos de homens armados há cinco meses.

LEIA TAMBÉM:
Erdogan diz que povo da Turquia quer volta da pena de morte
Turquia suspende Convenção Europeia de Direitos Humanos

“Eles iam matá-lo, mas ele se salvou ao se jogar do carro em movimento. Denunciou o caso à polícia, mas não deu em nada”, contou um amigo da vítima. Segundo a Kaos GL, Sakari foi esfaqueado tão violentamente que duas facas quebraram, e o corpo só foi reconhecido pelas roupas da vítima.

O crime não foi amplamente divulgado pela imprensa turca, apenas por algumas publicações esquerdistas que citam a Kaos GL. A homossexualidade não é ilegal na Turquia desde a década de 20, mas os homossexuais no país denunciam regularmente que sofrem abusos e perseguições em uma sociedade majoritariamente muçulmana e conservadora.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Assassinato cometido pela crença (dos assassinos) de serem superiores e estarem feridos em seu orgulho. Assassinos.

    Curtir