Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corpo de ex-presidente peruano é velado; família rejeita honras de Estado

Alan García, que se matou nesta quarta, acusava o governo peruano de estar por trás da 'perseguição' em suas denúncias

O caixão com o corpo do ex-presidente do Peru, Alan García, que morreu nesta quarta-feira, 17, em Lima, foi levado em um carro fúnebre para a sede do Partido Aprista Peruano (PAP), que era liderado pelo ex-mandatário, onde será velado até a próxima sexta.

Vários militantes do PAP se reunira, na sede do partido, que pendurou uma grande faixa com a foto de García em sua entrada, para se despedir do antigo líder, em meio a um forte aparato policial.

García, de 69 anos, deu um tiro na cabeça quando um promotor chegou à sua casa na quarta-feira com um mandado de prisão, por causa das investigações contra ele por suposta lavagem de dinheiro e tráfico de influência no caso da Odebrecht.

Em seu velório, os principais líderes do partido, legisladores e ex-ministros dos dois mandatos de García (1985-1990 e 2006-2011) esperavam a chegada do caixão no velório, realizado em um dos salões principais da sede do partido.

O governo peruano declarou luto nacional de três dias pela morte de García e concederá as honras fúnebres que correspondem a um presidente em exercício.

Família recusa honras de Estado

A família de García, rejeitou a realização de um funeral com honras de Estado como lhe correspondia como ex-governante do país.

O secretário pessoal de García, Ricardo Pinedo, anunciou a meios de comunicação locais que o funeral acontecerá na Sexta-feira Santa ao meio-dia, depois que seus restos mortais tenham sido velados durante um dia e meio na sede do Partido Aprista Peruano, que era liderado pelo o ex-mandatário.

“Será velado e enterrado somente com as honras apristas, que às vezes são muitos maiores que as honras do presidente (Martín) Vizcarra”, disse Pinedo sobre o atual governante do Peru, o qual García meses acusou de estar por trás da investigação sobre ele, a mesma que rotulou de “perseguição”.

O secretário de García indicou que a sede do Partido Aprista estará aberta a “toda pessoa que queira render honras” ao ex-presidente, que morreu com 69 anos.

Além disso, afirmou que a autópsia de García será realizada no Hospital Casimiro Ulloa, onde o ex-governante foi internado após ter disparado contra a própria cabeça, e que o corpo não passará, portanto, pelo necrotério central de Lima, onde habitualmente acontecem as necropsias para constatar as causas da morte nestas circunstâncias.

García era investigado pelo Ministério Público para averiguar se tinha recebido subornos da Odebrecht relacionados com a licitação da linha 1 do metrô de Lima.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Lulla!

    Curtir