Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Coronavírus: Reino Unido registra aumento de 20% nos casos em um único dia

Ao todo 460 pessoas foram diagnosticadas; mais duas pessoas morreram pela doença, elevando o número de óbitos para oito

Por Da Redação 11 mar 2020, 18h43

O número de pacientes com coronavírus no Reino Unido saltou de 373 para 460 nesta quarta-feira, 11, no maior aumento diário até agora, de 23%. Além disso, mais duas pessoas morreram no país, elevando o número de óbitos para oito.

Segundo o Serviço Nacional de Saúde, as vítimas eram idosas e apresentavam problemas de saúde graves. O aumento acentuado dos casos ocorre no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a classificar o surto de coronavírus como uma pandemia, com mais de 118.000 casos globais e 4.000 mortes.

O secretário da Saúde Matt Hancock disse que o pico da doença no Reino Unido chegará “em questão de alguns meses”, e informou que parlamentares se reunirão na quinta-feira, 12, para discutir leis emergenciais. Completou que o Parlamento permanecerá aberto, de acordo com a emissora de televisão BBC, porque é o que “o público espera”.

  • Entre os mais recentes casos confirmados estão o da ministra da Saúde Nadine Dorries e um membro de sua equipe. A preocupação com a segurança do Legislativo aumentou, segundo o jornal britânico The Guardian, assim como pedidos dos funcionários por mais medidas de distanciamento social.

    Garry Graham, vice-secretário geral do sindicato que representa o Parlamento, disse: “Estamos buscando esclarecimentos urgentes do líder da casa [sobre] que medidas vai tomar para proteger os trabalhadores após as notícias de que uma ministra e um membro de sua equipe contraíram coronavírus.”

    O chanceler, Rishi Sunak, anunciou também nesta quarta-feira um pacote de medidas de 30 bilhões de libras (mais de 185 bilhões de reais) para aliviar o impacto do surto. Ele disse que o afastamento do trabalho por doença seria pago, como previsto por lei, a qualquer pessoa aconselhada a se auto-isolar, e que atestados estariam disponíveis por serviço telefônico.

    Continua após a publicidade
    Publicidade