Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Coronavírus: Peru proíbe que homens e mulheres saiam juntos na rua

Medida visa a diminuir pela metade o número de pessoas circulando pelas ruas; país tem 1.414 casos confirmados de coronavírus e 55 mortes

Por Da Redação Atualizado em 3 abr 2020, 11h40 - Publicado em 3 abr 2020, 11h33

Diante da pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, o governo do Peru proibiu que homens e mulheres saiam juntos na rua. A medida, que vale a partir desta sexta-feira, 3, determina que cada gênero saia de casa em dias separados.

“Faltam dez dias. Façamos este esforço adicional para ter o controle desta doença”, disse o presidente peruano, Martín Vizcarra, ao anunciar a nova restrição que irá valer até 12 de abril.

Os homens poderão circular nas segundas, quartas e sextas-feiras, já as mulheres nas terças, quintas e sábados. No domingo a saída é proibida para ambos. No mundo, somente o Panamá adotou medidas similar.

ASSINE VEJA

Até quando? As previsões dos cientistas para o fim do isolamento A imensa ansiedade para a volta à normalidade possível, os dramas das vítimas brasileiras e a postura equivocada de Bolsonaro diante da crise do coronavírus
Clique e Assine

A decisão não afetará os funcionários dos serviços básicos que funcionam durante a emergência sanitária, como mercados, bancos, farmácias e hospitais.

Quanto à comunidade homossexual e transexual do país, Vizcarra garantiu que serão dadas orientações especiais para os militares e policiais que patrulham as ruas, para evitar a discriminação. “Quando falamos em homens e mulheres, sabemos que na igualdade de gênero há cidadãos que se encontram em outro tipo do seu sentimento. As Forças Armadas e a polícia têm instruções para evitar atitudes homofóbicas. Nosso governo é inclusivo”, afirmou.

  • A nova regra visa a reduzir pelo metade o número de pessoas que circulam nas ruas diariamente, porque, mesmo que as medidas de controle adotadas pelo país em 16 de março tenham surtido efeito, os resultados não são o que o governo esperava, justificou o presidente.

    Com 1.414 casos confirmados e 55 mortes, a população peruana está sob toque de recolher e isolamento obrigatório há três semanas. No mundo, a Covid-19 infectou mais de 1 milhão de pessoas e matou cerca de 54.000. Apesar da Europa ser o continente onde ocorreu a maior parte das mortes, as Américas seguem em primeiro lugar no ranking de casos, com os Estados Unidos liderando o número de casos: 245.000 até a manhã desta sexta.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade