Clique e assine com até 92% de desconto

Coronavírus: Pequena cidade da Califórnia quer testar toda população

Parte de um estudo da Universidade da Califórnia, Bolinas quer examinar todos os seus 1.600 habitantes

Por Da Redação 23 abr 2020, 14h52

Parte de um estudo da Universidade da Califórnia, a pequena Bolinas, no norte do estado americano, tenta realizar os exames de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, e de anticorpos em seus 1.600 habitantes. A cidade na beira do Oceano Pacífico poderá se tornar a primeira nos Estados Unidos a ter testado toda sua população.

Os kits de exames serão fornecidos sem custos à população, já que uma página em site de financiamento coletivo conseguiu arrecadar 300.000 dólares dos 400.000 dólares necessários para o projeto.

Inspirado em uma pequena cidade italiana que testou quase que toda sua população, o estudo tem como objetivo entender o quanto uma pessoa é propensa a se submeter voluntariamente aos exames de Covid-19 e de anticorpos. Em Bolinas, uma tenda foi erguida no centro da cidade para realizar os testes. Os moradores, por sua vez, têm até quatro dias para ir até o local e receber o atendimento. Até a quarta-feira 22, o terceiro dia da iniciativa, mais de 700 pessoas passaram pela tenda.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela pandemia de Covid-19. Já a Califórnia é o quarto estado americano com maior número de casos: 37.710 diagnosticados com a doença e 1.440 mortos. Ao todo, há 845.959 infectados e 46.972 mortos em todo o país.

A política de testar em massa a população é uma das mais eficazes estratégias para conter a propagação do vírus. Países como a Coreia do Sul, que agiram cedo tanto no isolamento e confinamento da população quanto nos exames, conseguiram frear a doença. Mas nenhuma nação, até o momento, tem condições de aplicar o teste em toda a sua população.

Nos Estados Unidos, foram realizados quase 4,5 milhões de testes, mas a população do país alcança 328 milhões de habitantes. A Califórnia conseguiu examinar mais de 450.000 pessoas.

  • A economia americana também sofreu um grande impacto com a pandemia. Em pouco menos de um mês, cerca de 26 milhões de pessoas perderam seus empregos, e o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do país irá contrair em 5,9% em 2020.

    No mundo, a Covid-19 infectou, ao todo, 2.665.122 pessoas e matou 186.131, segundo levantamento em tempo real da Johns Hoplkins University.

    Continua após a publicidade
    Publicidade