Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus faz China suspender viagens turísticas para o exterior

O presidente chinês, Xi Jinping, disse que o vírus está se espalhando de maneira 'acelerada' e que o país enfrenta uma 'situação grave'

Por Redação - 25 jan 2020, 13h23

Depois de isolar 40 milhões de pessoas e fechar um ponto turístico, a China decidiu suspender todas as viagens turísticas que partem do país para tentar conter o surto do novo coronavírus. O presidente chinês, Xi Jinping, disse neste sábado 25 que o vírus está se espalhando de maneira “acelerada” e que o país enfrenta uma “situação grave”.

“Dada a grave situação de uma epidemia que se acelera, é necessário fortalecer a liderança centralizada e unificada do Comitê Central do Partido”, disse em coletiva de imprensa. Segundo a Associação de Turismo da China, as viagens em grupo ao exterior estarão suspensas a partir de segunda-feira (27). As viagens domésticas já estavam sob restrição desde sexta-feira (24).

Até o momento já foram registrados ao menos 1.372 casos de infecção e 41 mortes por complicações da doença no país.

Deste sexta-feira, 24, a China já colocou treze cidades do país em quarentena na tentativa de conter a propagação do novo vírus. A medida, que suspende o transporte público nas localidades, atinge cerca de 40 milhões de pessoas. Por precaução, a capital Pequim também cancelou eventos públicos de comemoração pela data e fechou pontos turísticos, como o Estádio Olímpico “Ninho de Pássaro”. Parte da Grande Muralha também foi fechada para visitação.

Continua após a publicidade

Neste sábado, 25, foram confirmados os primeiros casos do novo coronavírus na Austrália e na Malásia. Já são 12 os países em quatro continentes afetados pela infecção respiratória.

Publicidade