Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Coronavírus: Espanha registra 769 novas mortes em um único dia

Com um aumento de 14% nos casos de coronavírus, a Espanha registra o maior número de mortes em um único dia

Por Da Redação Atualizado em 27 mar 2020, 14h02 - Publicado em 27 mar 2020, 13h18

Nas últimas 24 horas, 769 espanhóis perderam suas vidas devido à Covid-19 a doença causada pelo novo coronavírus, elevando o total no país a 4.858 óbitos. Na quinta-feira 26 a cifra havia caído em 82 mortos ante aos números de quarta-feira, quando o país registrou 738 mortes pelo vírus.

A Espanha ultrapassou a Itália, até então o pior cenário na Europa com 80.589 casos e 8.215 mortes, no número diário de novas mortes. O governo italiano anunciou na quinta-feira 26 um total de 662 mortes no país, longe dos 793 registrados no sábado 21.

Embora a cifra de novos casos tenha se elevado em 14%, o número de pessoas curadas subiu 33%, chegando a 9.357 pessoas que receberam alta. “Cada vez temos mais pacientes que recebem alta”, afirmou Fernando Simón, diretor do Centro de Emergências de Saúde, vinculado ao Ministério da Saúde.

Para prevenir os contágios e a expansão da doença, os mais de 46 milhões de habitantes do país estão em confinamento desde 14 de março e devem prosseguir assim até, pelo menos, 11 de abril. As saídas de casa são autorizadas apenas para a compra de comida ou medicamentos, acompanhamento de pessoas dependentes ou para seguir até o trabalho.

O governo espanhol espera organizar em breve testes rápidos em larga escala entre a população, para conhecer de maneira mais exata o alcance da pandemia no país. O ministro da Saúde, Salvador Illa, afirmou na quinta-feira que o mais correto seria fazer 50.000 testes diários, contra os 15.000 a 20.000 que são executados atualmente.

“Estamos gradualmente nos aproximando do pico (de contágio)”, disse Simón. “Não é uma coisa que termina no momento em que a redução começa. (…) A pressão sobre o sistema de saúde vai continuar ou até aumentar durante os próximos três, quatro ou cinco dias”, completou.

  • O sistema de saúde espanhol está em seu limite. Os médicos, que reclamam da falta de equipamentos de proteção, principalmente máscaras, assim como respiradores e equipamentos para fazer mais diagnósticos. Os profissionais da área, como médicos, enfermeiros e motoristas de ambulância, também começaram a ser diagnosticados com Covid-19.

    A pandemia do novo coronavírus já atingiu mais de 160 países, infectando 558.905 e matando 25.336 pessoas, segundo a Johns Hopkins University. O pior cenário é o dos Estados Unidos, com 86.012 casos e 1.301 mortes, em segundo vem a China, onde a doença se originou, com 81.897 infectados e 3.296 mortes, porém o país asiático conseguiu controlar a propagação do vírus. Em terceiro lugar está a Itália. A  Espanha vem em quarto lugar, com 64.059 casos e 4.858 mortes. No Brasil, foram contabilizadas 2.567 infecções e 61 mortes, a maioria no estado de São Paulo.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade