Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Coreias, enfim, acertam data para reabertura de Kaesong

Fechado desde abril, complexo industrial volta a funcionar na próxima segunda

Por Da Redação 11 set 2013, 04h43

Depois de uma reunião que durou vinte horas, representantes da Coreia do Norte e do Sul finalmente concordaram nesta terça-feira com a data para a reabertura do complexo industrial conjunto de Kaesong. Fechado de forma unilateral por Pyongyang há cinco meses, no auge da campanha norte-coreana de ameaças contra Washington e Seul, o parque industrial volta a funcionar a partir da próxima segunda-feira, 16 de setembro.

Leia também:

Rodman promete livro e entrevista com Kim Jong-un

Coreia do Norte reabre linha militar com o Sul

O acerto encerra uma maratona de encontros que os vizinhos rivais realizaram nas últimas semanas para, em um primeiro momento, decidir se o complexo seria reaberto e, depois, definir qual seria a data da reativação. Como parte do acordo, Pyongyang aceitou a sugestão de Seul para que o complexo seja aberto a investimentos estrangeiros. O regime norte-coreano também se comprometeu a não paralisar as atividades de Kaesong de forma unilateral novamente.

Histórico – Fundada em 2004 como um símbolo raro de cooperação entre as duas Coreias, o complexo de Kaesong fica no território norte-coreano e abrigava mais de 50 000 trabalhadores locais que, a um baixo custo de mão-de-obra, fabricavam produtos para as empresas da Coreia do Sul. Com a economia em crise, a Coreia do Norte também se beneficiava do capital que entrava no complexo.

A desativação do parque nos últimos cinco meses provocou prejuízos de mais de 900 milhões de dólares para as empresas sul-coreanas. O governo de Pyongyang não divulgou dados sobre as perdas que sua economia sofreu durante o período.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade