Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Coreia do Sul envia condolências pela morte de Kim Jong-il

Por Da Redação 20 dez 2011, 05h23

Seul, 20 dez (EFE).- A Coreia do Sul expressou nesta terça-feira seus pêsames ‘aos cidadãos norte-coreanos’ pela morte de seu líder, Kim Jong-il, informou a agência sul-coreana ‘Yonhap’.

O Governo sul-coreano indicou, no entanto, que não enviará nenhuma delegação para transmitir suas condolências ao país comunista.

Apesar disso, Seul permitirá que viajem à Coreia do Norte os familiares do falecido ex-presidente sul-coreano Kim Dae-jung e do ex-presidente do conglomerado Hyundai Chung Mong-hun para que apresentem seus pêsames, detalhou a ‘Yonhap’.

O ministro da Unificação sul-coreano, Yu Woo-ik, explicou que a concessão será feita porque o regime de Pyongyang enviou a Seul delegações para transmitir suas condolências quando faleceram Kim Dae-jung e Chung, em 2009 e 2003, respectivamente.

Kim Dae-jung foi o presidente que participou da histórica cúpula norte-coreana com Kim Jong-il em 2000, quando foi assinado um acordo para resolver as questões da reunificação pela via do diálogo.

Por sua parte, o ex-presidente da Hyundai Chung Mong-hun, que se suicidou em 2003, foi um firme promotor do desenvolvimento empresarial na Coreia do Norte.

O Governo de Seul demorou mais de 24 horas para publicar uma expressão de pêsames desde que foi divulgada a morte de Kim Jong-il devido à diferença de opiniões no círculo político sobre a conveniência de fazê-lo, segundo a ‘Yonhap’. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade