Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coreia do Norte propõe enviar 230 animadoras a Jogos de Inverno

As duas Coreias se reuniram novamente nesta quarta-feira para outro encontro na fronteira militarizada que divide os dois países

As duas Coreias iniciaram nesta quarta-feira sua segunda reunião de alto nível em pouco mais de uma semana para discutir a participação de Pyongyang nos Jogos Olímpicos de Inverno, que começarão no dia 9 de fevereiro, no condado sul-coreano de PyeongChang.

Coreia do Norte propôs o envio de 230 animadoras aos Jogos. As famosas “brigadas de animadoras” norte-coreanas estiveram presentes em outros eventos esportivos realizados em território sul-coreano, como os Jogos Asiáticos de Busan, em 2002 e no Campeonato de Atletismo da Ásia em Incheon, em 2005.

Além disso, Pyongyang propôs que a delegação que enviará aos Jogos viaje por terra e atravesse a passagem situada na faixa ocidental da fronteira entre os dois países, explicou o Ministério de Unificação sul-coreano em um comunicado.

Ainda que sejam necessárias conversas militares para estabelecer o protocolo de segurança em torno da delegação norte-coreana, a viagem por terra parece mais simples que por mar, já que permitir que um barco norte-coreano atraque na costa da Coreia do Sul pode violar as sanções que Seul impõe sobre Pyongyang por seu programa de armas.

Durante as conversas de hoje, as duas partes discutiram também a possibilidade de realizar atos culturais conjuntos no Monte Kumgang e também na estação de esqui de Masikryong, ambos pontos em território norte-coreano. Resta determinar o alojamento para a delegação norte-coreana e como será custeada a hospedagem e a viagem de modo que a Coreia do Sul não viole suas sanções.

Além disso, é preciso saber se o Norte aceitará ou não a proposta do Sul de desfilarem juntos na abertura e no encerramento do evento, como foi feito em outras edições dos Jogos Olímpicos.

Na sessão matinal da reunião, o Norte notificou ainda que enviará também uma delegação aos Jogos Paralímpicos de PyeongChang, que acontecerão entre 9 e 18 de março.

Resposta japonesa

O ministro de Relações Exteriores do Japão, Taro Kono, pediu cautela em relação às conversas e disse que o mundo não deve ser inocente em relação à “ofensiva de charme” da Coreia do Norte sobre a Olimpíada.

“Não é o momento para diminuir a pressão, ou recompensar a Coreia do Norte”, disse Kono. “O fato de a Coreia do Norte estar se envolvendo no diálogo pode ser interpretado como prova de que as sanções estão funcionando”.

O encontro

A reunião desta quarta teve início por volta das 10h do horário local (23h30 da terça em Brasília), na Peace House (Pavilhão da Paz), localizado na faixa sul da aldeia de Panmunjom, o coração da militarizada fronteira que divide os dois países.

O encontro de hoje foi o segundo em alto nível entre as duas Coreias em pouco mais de uma semana. Em 9 de janeiro ambos países tiveram sua primeira reunião deste tipo em dois anos e estabeleceram a convocação de futuras reuniões militares para evitar novos atritos e o envio de uma delegação norte-coreana a PyeongChang.