Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Coreia do Norte diz ter lançado míssil de submarino

Se teste for confirmado, representará novo desafio para EUA e seus aliados, uma vez que mísseis lançados de submarinos são mais difíceis de detectar e interceptar

Por Da Redação 9 Maio 2015, 15h24

A Coreia do Norte anunciou neste sábado que realizou com sucesso um teste com um novo míssil balístico lançado por um submarino. Se o teste for confirmado, representará um novo desafio para os Estados Unidos e seus aliados na região, a Coreia do Sul e o Japão. Mísseis lançados de submarinos são mais difíceis de detectar e interceptar.

Horas depois do anúncio, autoridades da Coreia do Sul afirmaram que o regime do Norte havia lançado três mísseis contra sua costa leste. O governo sul-coreano já havia dito que Pyongyang estava desenvolvendo tecnologias para o lançamento de mísseis balísticos subaquáticos, embora acreditava-se que os testes vinham sendo conduzidos em plataformas construídas em terra ou no mar e não a partir de submarinos.

Leia também:

Kim Jong-un executa 15 integrantes do governo e 4 músicos

Relatório acusa Coreia do Norte de apoiar organizações terroristas

Continua após a publicidade

Vídeo: ‘Obama’ e ‘Kim Jong-un’ fazem dueto em comercial

A imprensa comunista destacou que o tirano supervisionou o teste, vendido como “uma arma estratégica em nível global”. Há muitos motivos para desconfiar do falatório bélico de Pyongyang, normalmente utilizado para chantagear os vizinhos e o Ocidente. No entanto, segundo o jornal The New York Times, o governo americano suspeita que Kim Jong-un possa ter aproveitado o período em que Washington se concentrou na negociação de um acordo sobre o programa nuclear do Irã paa melhorar seu arsenal.

Fotos de satélite tiradas em 2013 mostravam que a principal usina do país, em Yongbyon, havia sido ampliada pelo regime comunista. Conforme o NYT, há um consenso entre os americanos de que Pyongyang possui uma dúzia de ogivas nucleares e está disposto a aumentar este número para vinte até o final do ano que vem.

O receio de Seul não estaria relacionado a um possível ataque nuclear de Pyongyang contra o país ou o Japão, uma vez que a própria ditadura norte-coreana sabe que seria dizimada em questão de minutos ou horas. Estrategistas sul-coreanos e americanos estão preocupados, na verdade, com a possibilidade de Kim Jong-un ter à disposição um arsenal tão volumoso que torne possível a venda de urânio altamente enriquecido para outras nações. É do conhecimento da inteligência ocidental que mísseis e outras tecnologias norte-coreanas já foram comercializados com Irã, Paquistão e Síria.

Alguns funcionários da administração Obama acreditam que, se um acordo com o Irã for alcançado e as sanções contra o país forem suspensas, isso pode incentivar a Coreia do Norte a negociar um pacto em moldes semelhantes. Mas há outro cenário que parece mais provável. Para Pyongyang, acabar com o isolamento internacional significaria a derrocada da dinastia Kim.

(Da redação)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)