Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Coreia do Norte afirma ter prendido espião sul-coreano. Seul nega

Coreia do Sul negou a informação, classificando-a de 'sem fundamento'

Por Da Redação 7 nov 2013, 10h58

A Coreia do Norte informou nesta quinta-feira que prendeu um agente secreto sul-coreano e o investiga por acusações de espionagem. Os vizinhos do sul, no entanto, negaram a captura e recusaram-se a comentar o assunto. O suposto espião foi preso na capital norte-coreana, Pyongyang, e confessou ter entrado no país ilegalmente, disse o ministério da Segurança do Estado norte-coreano, em declarações reproduzidas pela agência estatal de notícias KCNA.

“Uma investigação inicial indica que ele estava engajado em espionagem e em atividades para incitar golpes em um terceiro país que faz fronteira com a RDPC há quase seis anos, enquanto se disfarçava de religioso”, disse a KCNA, referindo-se ao nome oficial da Coreia do Norte, República Democrática Popular da Coreia (RDPC). A agência estatal não identificou o suspeito nem o “terceiro país”. Também não entrou em detalhes sobre o que queria dizer com “religioso”.

Leia também

Coreia do Norte acusa presidente da Coreia do Sul de ‘vulgaridade moral’

Marinheiros norte-coreanos morrem durante “tarefas de combate”

Pyongyang aciona 130 hovercrafts para possíveis manobras militares

Uma autoridade do Serviço Nacional de Inteligência do Sul rejeitou o relato “sem fundamento” e disse que a agência não tinha nada mais a declarar. Anúncios públicos de prisões de agentes secretos tanto pelo Sul quanto pelo Norte se tornaram raros apesar do nível elevado de atividades de espionagem conduzidas pelos rivais desde o acordo de trégua que pôs fim ao conflito da Coreia (1950-53). Oficialmente, os países continuam em guerra.

Continua após a publicidade

A Coreia do Norte processou cidadãos americanos por conspirarem para minar a segurança do país e mantém preso um missionário sul-coreano nascido nos Estados Unidos que foi condenado a 15 anos de trabalho forçado.

‘Vulgaridade’ – Nesta quarta-feira, a Coreia do Norte acusou a presidente sul-coreana Park Geun-Hye de “vulgaridade moral” depois que ela sugeriu que estava pronta para se encontrar a qualquer momento com o ditador do Norte, Kim Jong-Un. O Comitê norte-coreano para a Reunificação Pacífica da Coreia acusou Park de fazer declarações provocativas contra Pyongyang.

“Seus comentários grosseiros contra o Norte, enquanto dizia que está pronta para ter um encontro a qualquer momento, provam que ela [Park Geun-Hye] não tem capacidade para participar de uma reunião e mostrar sua vulgaridade moral e impertinência desprovida de bom senso”, disse o órgão estatal em um comunicado.

A declaração, divulgada pela agência de notícias oficial do Norte, foi uma resposta aos comentários de Park em uma entrevista publicada na semana passada pelo jornal francês Le Figaro. Park declarou ao jornal que estava disposta a realizar um encontro com Kim a qualquer momento se isso contribuir para promover a paz na Península Coreana.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês