Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conselho Militar Revolucionário Supremo para Libertação da Síria é criado

Cairo, 6 fev (EFE).- Vários militares desertores sírios formaram o chamado Conselho Militar Revolucionário Supremo para Libertação da Síria, liderado pelo general Mostafa Ahmad al-Sheikh, segundo anunciaram em comunicado nesta segunda-feira.

Al-Sheikh, o oficial de maior patente que abandonou as fileiras do regime do presidente sírio, Bashar Al Assad, não se aliou, no entanto, ao Exército Livre Sírio (ELS), que até agora reunia a maioria dos desertores.

A criação do conselho foi motivada, segundo a nota, pela situação na qual a Síria se encontra, especialmente depois que Rússia e China vetaram uma resolução do Conselho de Segurança da ONU contra Damasco na sexta-feira passada.

Sua fundação também está relacionada com a ‘clara conspiração iraniana para transformar a Síria em uma base do Irã’, apontou o texto.

‘É preciso um órgão institucional, distante das tendências sectárias, políticas, racistas e patrióticas, e por isso foi decidido pela formação do Conselho Militar Revolucionário Supremo para Libertação da Síria’, diz o documento.

Além disso, a nota detalha que antes de se decidir pela formação do órgão foram realizadas consultas entre oficiais desertores em várias partes do país e revolucionários que fizeram serviço militar.

No entanto, Malik Kurdi, o ‘número dois’ do ELS, disse à Agência Efe que o conselho foi formado e anunciado sem que Al-Sheikh se coordenasse com seu grupo.

‘Este conselho não representa o Exército Livre’, ressaltou Kurdi.

Em 15 de janeiro, o ELS negou que houvesse um acordo para a criação de um Conselho Militar Supremo, liderado por Al-Sheikh, tal como havia sido anunciado por fontes ligadas a esse general. EFE