Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Confrontos deixam pelo menos 49 feridos em capital regional peruana

Lima, 4 jul (EFE).- Pelo menos 49 pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira na cidade de Abancay, capital da região de Apurímac, no sul do Peru, durante confrontos entre a polícia e um grupo de professores que bloquearam uma estrada durante protesto, de acordo com a imprensa local.

Os manifestantes tentaram resistir à tentativa dos policiais de desbloquear o trecho que une Abancay à cidade de Cuzco. Segundo a emissora ‘Rádio Programas del Perú’, os professores tomaram a estrada para reivindicar aumentos de salário e pagamento de uma série de benefícios.

Uma fonte que está na região informou à Agência Efe que moradores afirmam que um dos manifestantes chegou a ser alvejado por um tiro, embora a informação não tenha sido confirmada oficialmente. O protesto foi convocado pela Frente de Organizações Populares de Abancay.

Apesar disso, o secretário geral do Sindicato Único de Trabalhadores em Educação no Peru, René Ramírez, declarou a emissora local ‘Canal N’ que sua organização não está vinculada aos protestos na região. ‘Infelizmente estes companheiros não respeitam nossos instrumentos. Não convocamos greve alguma no país’, garantiu.

Ramírez afirma que a entidade mantém diálogo aberto com o Governo peruano e disse que esperará até a próxima sexta-feira para obter resposta sobre as reivindicações de melhorias econômicas e trabalhistas.

Os protestos em Abancay somam-se a outras manifestações similares que acontecem em cidades também localizadas no sul do país, como Arequipa, Puno e Ayacucho, além de Cajamarca, no norte do Peru, onde três pessoas morreram nesta terça-feira após confrontos entre a polícia e manifestantes contrários a um projeto de uma mina de ouro. EFE

dub/bg