Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Confrontos após reeleição de Widodo deixam ao menos 6 mortos na Indonésia

Mais de 200 ficaram feridos em protestos liderados por apoiadores do candidato Prabowo Subianto, que questiona eleição

Por Da Redação 22 Maio 2019, 02h32

Pelo menos seis pessoas morreram e outras 200 ficaram feridas em confrontos entre eleitores contrários à reeleição do presidente da Indonésia, Joko Widodo, e a polícia, em Jacarta, entre a noite de terça-feira e esta quarta, informou o governador da capital do país, Anies Baswedan.

Baswedan forneceu os novos números de vítimas em conversa com a imprensa local após visitar o hospital Tarakan, no centro da capital, enquanto a polícia disse que pelo menos 60 pessoas foram detidas.

O candidato à presidência derrotado, o ex-general Prabowo Subianto, acusou Widodo de fraude eleitoral nas eleições do dia 17 de abril e anunciou que pedirá a impugnação do resultado perante o Tribunal Constitucional, enquanto seus partidários se manifestavam desde ontem nas ruas.

  • Widodo, que chegou à Presidência em 2014 com 53,15% dos votos, venceu a eleição de 17 de abril com uma vantagem maior, com 85,6 milhões de votos, contra 68,6 milhões de seu adversário.

    “A decisão foi anunciada em 21 de maio e será efetiva imediatamente”, afirmou o presidente da Comissão Eleitoral, Arief Budiman.

    Desde o dia da eleição, na qual mais de 190 milhões de pessoas estavam registradas para votar, o candidato de oposição Prabowo Subianto contestava a apuração parcial, que apontava uma vantagem do presidente. Ele chegou a reivindicar a vitória com base em pesquisas alternativas.

    (Com EFE e AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade