Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conflito entre partidários e opositores de Assad deixam quatro mortos no Líbano

Os combates entre sunitas e alauitas aconteceram na cidade de Trípoli. Exército libanês também reforçou patrulhamento na fronteira com a Síria

Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas em enfrentamentos entre partidários e opositores do regime sírio na cidade de Trípoli, no Líbano, nesta quarta-feira. Os conflitos aconteceram entre os moradores dos bairros rivais de Bab el Tebane, de maioria sunita, e Jabal Mohsen, de predomínio alauita, facção da qual pertence o presidente sírio, Bashar al Assad. Trípoli, a segunda maior cidade do Líbano, é cenário frequente de combates entre membros das comunidades sunita e alauita desde o início do conflito na Síria, em março de 2011.

Os combates se intensificaram na última madrugada, entre 3h e 5h locais (entre 22h e meia-noite de Brasília da terça-feira), e diminuíram ao amanhecer, mas ainda há relatos de disparos de franco-atiradores. O Exército responde com tiros e patrulhas motorizadas circulam pela ruas que dos bairros. O Líbano também reforçou a segurança na região de Akkar, que faz fronteira com a Síria.

Amigos da Síria

Nesta terça-feira, em Londres, William Hague e John Kerry, respectivamente ministro britânico das Relações Exteriores e secretário de Estado dos EUA, afirmaram que não há espaço para o ditador Assad no futuro político da Síria. Hague e Kerry participaram de um encontro dos Amigos da Síria, em Londres, juntamente com outros nove chanceleres. O grupo também pediu mais união e engajamento dos opositores moderados sírios para tentar negociar um fim pacífico aos conflitos.

(Com agência EFE)