Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Condenado à morte se salva após tweet de membro do júri

As autoridades do Condado de Benton fixarão outra data para novo julgamento

Por Da Redação 9 dez 2011, 00h33

A Suprema Corte do Arkansas determinou nesta quinta-feira que um homem condenado a morte por homicídio merece outra oportunidade porque um membro do júri usou o Twitter durante o julgamento, informou a cadeia televisiva CBS. Erickson Dimas Martínez foi condenado à pena capital em 2010 pelo homicídio de Derrick Jefferson, de 17 anos de idade, e à cadeia perpétua por um assalto.

Seus advogados apelaram da sentença alegando que um membro do júri, identificado como Randy Franco, usou o Twitter durante o julgamento, ignorando as ordens específicas do juiz de não realizar nenhum tipo de comunicação sobre o caso. Outro membro do júri, segundo a defesa de Martínez, cochilou durante o julgamento. As autoridades do Condado de Benton terão de fixar outra data para um novo julgamento contra Martínez.

(Com agência EFE)

Publicidade