Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como os EUA vão vacinar todos os adultos a partir de 1 de maio

Plano de Joe Biden inclui uso de soldados, estudantes de medicina, veterinários e profissionais da saúde aposentados para apoiar esforços de vacinação

Por Julia Braun Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 19 mar 2021, 01h06 - Publicado em 12 mar 2021, 09h16

Todos os adultos dos Estados Unidos poderão receber a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 a partir de 1º de maio, prometeu o presidente Joe Biden na noite desta quinta-feira 11. Em seu primeiro pronunciamento oficial ao povo americano desde que assumiu o cargo, o democrata anunciou medidas para acelerar as vacinações, com ampliação no número de lugares e pessoas aptas a aplicar os imunizantes

O discurso de Biden, na Sala Leste da Casa Branca, aconteceu exatamente um ano após a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarar a Covid-19 uma pandemia global. “Todos os adultos americanos vão estar elegíveis para a vacinação até 1º de maio”, disse. “Vou ser claro, para isso, vamos passar da meta de 1 milhão de vacinas por dia que anunciei em dezembro, vamos para média de 2 milhões [de vacinas] por dia”, completou o presidente.

A meta é permitir que americanos protegidos inclusive com a segunda dose possam se reunir para celebrar já o feriado nacional de 4 de Julho, Dia da Independência. O presidente prometeu ainda que, com a aceleração da vacinação de professores e funcionários da rede de educação, as escolas de todo o país poderão ser reabertas com segurança dentro dos próximos 50 dias.

Até agora, ao menos 64,1 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose da vacina nos EUA. Em média, segundo levantamento do jornal The New York Times, o país vacina 2,2 milhões de americanos por dia.

O plano

Para garantir o cumprimento de suas promessas, Biden determinou o envio de mais de 4.000 soldados da ativa para apoiar os esforços de vacinação. Estudantes de medicina, veterinários e dentistas, além de médicos e enfermeiros aposentados, também receberão permissão para aplicar as doses.

Continua após a publicidade
Centro de vacinação em universidade de Los Angeles - 11/03/2021
Fila em centro de vacinação em universidade de Los Angeles – 11/03/2021 (Dania Maxwell / Los Angeles Times/Getty Images)

O presidente ordenou ainda a ampliação dos centros de vacinação em massa e determinou o direcionamento de mais doses para cerca de 950 centros de saúde comunitários e até 20.000 farmácias de varejo, para facilitar o acesso da população. Grandes espaços como estacionamentos também foram liberados para funcionar como centros de vacinação no sistema drive-thru.

Além disso, Biden afirmou que o governo federal vai lançar um site que promete facilitar o agendamento da vacinação e a localização de postos mais próximos da residência das pessoas.

As doses

Os Estados Unidos administram vacinas produzidas por três diferentes laboratórios até o momento: Pfizer-BioNTech, Moderna e Johnson & Johnson. O imunizante elaborado pelos dois primeiros fabricantes requer a aplicação de duas doses, enquanto a vacina da Johnson & Johnson se limita a uma única dose.

Continua após a publicidade

Na quarta-feira 10, Biden encomendou 100 milhões de doses adicionais da Johnson, garatindo um estoque suficiente para imunizar totalmente 200 milhões de pessoas. O governo do democrata também já havia comprado outras 600 milhões de doses da Pfizer e da Moderna, que garantem a vacinação completa de outros 300 milhões de americanos.

O número estimado de adultos elegíveis para serem vacinados nos EUA é de 260 milhões. Ou seja, o país tem mais doses do que necessário para vacinar todos os adultos a partir de 1º de maio, conforme prometido por Biden.

Mas, como ressaltou o presidente, o sucesso do processo depende da colaboração dos cidadãos, que precisam continuar a usar máscaras, manter o distanciamento social e seguir as diretrizes federais de combate ao coronavírus. “Não vou ceder até vencermos este vírus”, afirmou Biden.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.