Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Como o Reino Unido conseguiu incentivar a volta a bares e restaurantes

Programa do governo prevê desconto de 50% aos consumidores sobre refeições em cerca de 84.000 restaurantes e bares registrados

Por Da Redação Atualizado em 25 ago 2020, 17h52 - Publicado em 25 ago 2020, 17h47

Em meio à crise econômica da Covid-19, o Reino Unido criou um grande pacote de incentivo ao consumo para levar os britânicos de volta aos restaurantes e bares durante este mês de agosto. O governo gastou 336 milhões de libras esterlinas (2,4 bilhões de reais) durante as três primeiras semanas do incentivo, que se chama Eat Out to Help Out.

O programa prevê um desconto aos consumidores de 50% sobre o preço de qualquer refeição que custe até 10 libras (72 reais) por pessoa nos estabelecimentos conveniados — até 23 de agosto, cerca de 84.000 restaurantes e bares já estavam registrados na iniciativa, segundo o governo.

Não há limite de pratos por dia, mas entre suas restrições, o Eat Out to Help Out não cobre bebidas alcoólicas e taxa de serviço. Além disso, o programa, que começou em 3 de agosto, só é válido das segundas-feiras às quartas-feiras, e está previsto para se encerrar ao final de agosto.

Como afirmou o ministro das finanças do Reino Unido, Rishi Sunak, quando anunciou a iniciativa em julho, o Eat Out to Help Out deve receber ao todo 500 milhões de libras (3 bilhões de reais) dos cofres públicos.

Resultados

A iniciativa está de fato funcionando, segundo uma análise do New York Times com base em dados públicos. Como divulgou o Departamento de Receita e Alfândega britânico nesta terça-feira, 25, mais de 64 milhões de refeições foram pagas com o subsídio desde o início do programa — praticamente o equivalente a um prato para cada britânico.

Um artigo publicado em 14 de agosto pelo instituto de pesquisa CGA aponta que 39% dos consumidores que utilizaram o desconto estavam na sua primeira ida a um restaurante ou bar desde o fim da quarentena no Reino Unido, em meados de junho.

A crise econômica da pandemia da Covid-19, que contraiu a economia britânica ao tamanho que possuía em 2003, atingiu gravemente os restaurantes e os bares. Segundo o Times, entre abril e junho, a produtividade do setor caiu em 87%.

  • O Eat Out to Help Out, porém, não pode ser supervalorizado. Segundo o jornal, metade dos restaurantes do Reino Unido ainda estão fechados.

    Continua após a publicidade
    Publicidade