Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Começa última fase da eleição legislativa egípcia

Por Da Redação - 3 jan 2012, 08h33

Cairo, 3 jan (EFE).- Os egípcios de nove províncias começaram nesta terça-feira a votar na terceira e última fase das eleições à Câmara Baixa do Parlamento, etapa que está registrando alta participação da população.

Ao todo, 14,5 milhões de eleitores estão aptos a votar nesta fase, que começou nesta terça-feira e se estende até quarta-feira, para eleger 150 deputados, cem em listas fechadas de partidos e 50 em listas individuais abertas.

Entre as províncias incluídas nessa etapa estão as de Minya e Qena, no sul do país, e as do Sul do Sinai. Para atender a população, as autoridades egípcias habilitaram 22.385 colégios eleitorais.

Um porta-voz da Comissão Eleitoral egípcia disse à Agência Efe que a adesão dos eleitores é intensa desde o início da manhã.

Publicidade

O site do jornal ‘Al-Ahram’, entretanto, relatou irregularidades como atraso na abertura de colégios e boca de urna perto dos pontos de votação.

O porta-voz da Comissão Eleitoral reconheceu o atraso na abertura dos pontos de votação, mas minimizou a importância ao alegar que foi pequeno o número afetado por atrasos.

Nesta fase, o Partido Liberdade e Justiça (PLJ), braço político da Irmandade Muçulmana, apresenta 136 candidatos e aspira revalidar a maioria de cadeiras obtidas nas duas primeiras rodadas do pleito.

As eleições, as primeiras desde a revolução egípcia, foram marcadas pela vitória dos partidos islamitas, enquanto os salafistas (muçulmanos rigoristas) de Al Nour se consolidaram como segunda força. Na terceira posição aparece a coalizão de partidos liberais Bloco Egípcio.

Publicidade

Está previsto que nos próximos dias 10 e 11 de janeiro ocorra o segundo turno para escolher os candidatos individuais que não tenham conseguido maioria absoluta.

O pleito para escolher à Câmara Baixa do Parlamento começou em 28 de novembro. Depois, os eleitores terão de ir às urnas novamente para escolher os representantes da Câmara Alta. Esse novo pleito também seria realizado em três fases, mas há dois dias a Junta Militar que comanda o Egito anunciou que a eleição ocorrerá em dois períodos. EFE

Publicidade