Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Começa convenção para oficializar candidatura de Obama

Michelle abre evento que conta com exército de estrelas a favor de presidente

Começa nesta terça-feira em Charlotte a convenção democrata que oficializa a escolha do presidente Barack Obama como candidato à reeleição do partido, em uma tentativa de alavancar a sua popularidade em um evento que custa milhões de dólares e traz poucas surpresas. O destaque desta terça-feira é a aparição da primeira-dama, Michelle Obama, e, ao longo dos três dias, haverá apresentações de um exército de estrelas de Hollywood no evento que é considerado o pontapé da campanha eleitoral.

Leia também:

Leia também: Quem são e o que defendem os candidatos à Casa Branca

Entre os temas sociais abordados por Obama devem ter destaque o casamento gay, a emancipação da mulher, a igualdade de gêneros e a educação. Outros trunfos que Obama deve apresentar aos 5.000 delegados do Partido Democrata presentes ao evento – que acontece até quinta-feira, quando sua candidatura será oficializada – são as conquistas na política externa, sobretudo a morte do terrorista Osama Bin Laden , e a reforma do sistema de saúde.

Discursos – O pronunciamento de Michelle Obama será uma resposta à bem-sucedida aparição na semana passada da mulher de Mitt Romney, Ann, que ajudou a apresentar o lado “humano” do candidato. “Acho que a primeira-dama desempenha um papel especial, porque ela traz uma perspectiva pessoal sobre a liderança do presidente, sua fibra e determinação”, disse Ben LaBolt, porta-voz da campanha democrata. “Ela é testemunha do dia a dia de Obama, alguém que pode mostrar como ele toma decisões.”

Na quarta-feira, o destaque entre os oradores será o ex-presidente Bill Clinton, que deverá fazer um discurso evocando o crescimento econômico da década de 1990, quando os democratas estavam no poder. Ele também deve se dirigir aos brancos trabalhadores – grupo que Obama tem dificuldades para conquistar.

Os democratas planejam usar a convenção para destacar a diversidade do partido, apresentando oradores negros, jovens e hispânicos para tentar seduzir grupos eleitorais que foram cruciais para a confortável vitória de Obama em 2008. Um dos oradores desta terça-feira será o prefeito de San Antonio (Texas), Julian Castro, estrela hispânica em ascensão no partido. O eleitorado latino é tão importante para os democratas que todos os discursos serão transmitidos pelo site do partido ao vivo em espanhol e inglês.

Entusiasmo – Analistas e assessores do partido reconhecem que será difícil recriar o mesmo entusiasmo de 2008. As últimas pesquisas eleitorais americanas (reunidas pelo site polico.com) mostram que os dois candidatos estão empatados com média de 46% das intenções de voto.