Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comboio liderado pelo navio ‘Aquarius’ enfrentará mau tempo

A embarcação acolheu 629 imigrantes; dividiu os refugiados com outros dois barcos e juntos devem chegar à Espanha na noite de sábado

As tripulações do navio Aquarius e de duas embarcações italianas, que transportam um total 629 refugiados, se preparam para uma travessia com previsão de chuvas e ondas de até quatro metros rumo à Espanha, explicou um voluntário a bordo da embarcação nesta quarta-feira (13).

O comboio navio iniciou sua viagem para o porto de Valência, no leste da Espanha, às 21h locais (17h em Brasília) desta terça-feira. No momento, ele se encontra ao sul do litoral da Sicília, na Itália, e navega com uma velocidade de 25 nós. Sua chegada estava prevista para as 21h de sábado, mas as condições meteorológicas devem atrasar o desembarque.

O Aquarius foi fretado pelas organizações SOS Méditerranée e Médicos sem Fronteiras para acolher os refugiados resgatados do mar pela Marinha italiana, na costa de Malta. Itália e Malta decidiram fechar os portos ao navio. Os passageiros ficaram à deriva desde sábado até ontem. Quando a Espanha consentiu em acolhê-los, os 629 refugiados foram divididos: o Aquarius ficou com 106 passageiros, e os outros 523 foram para dois barcos do governo italiano.

A bordo do Aquarius, Alessandro Porro, membro da SOS Méditerranée, explicou que depois de vários dias de aglomeração no navio, os voluntários podem agora se dedicar a assistir com maior atenção os imigrantes.

“As condições dos imigrantes são boas, depois da redução do número. Podemos oferecer mais cuidados e começar a distribuir sapatos, mudas de roupas, e eles também puderam tomar banho”, relatou Porro.

O Aquarius tem neste momento 51 mulheres, 45 homens e 10 crianças. Os outros imigrantes estão distribuídos na embarcação Orione, da marinha italiana, e no navio-patrulha Dattilo, da guarda costeira italiana.

Segundo o voluntário italiano, a tripulação está se concentrando nas condições meteorológicas, “que não são boas”. Por isso, além da assistência aos imigrantes, está realizando “os procedimentos de segurança” do navio diante dessas perspectivas.

Onde está o Aquarius agora?

(Com EFE)