Clique e assine a partir de 9,90/mês

Combates na Síria se intensificam, e Turquia promete retaliar Assad

Tropas leais ao regime sírio tomaram controle de importante rodovia em Idlib; presidente turco apresenta plano contra Damasco nesta quarta-feira

Por Da Redação - Atualizado em 30 jul 2020, 19h29 - Publicado em 11 fev 2020, 16h55

As tropas leais ao presidente sírio, Bashar Assad, reconquistaram uma importante rodovia na província de Idlib, que liga Damasco com as principais cidades do país, e intensificaram o combate aos rebeldes apoiados pelas forças turcas nesta terça-feira, 11. A Turquia, por outro lado, prometeu apresentar na quarta-feira, 12, um plano para frear o avanço do regime Assad sobre o próprio território sírio.

Paralelamente à tomada da rodovia, um helicóptero das forças leais a Assad foi abatido nas proximidades da cidade de Nerab. Os confrontos vêm escalando nas últimas semanas, durante a ofensiva do governo sírio para retomar o último enclave rebelde no país.

O Ministério da Defesa turco afirmou que 51 soldados de Assad foram mortos. Dois tanques, um sistema anti-aéreo e um armazém de munições da Síria foram destruídos em um contra-ataque rebelde na tentativa de retomar o controle de Saraqeb, recentemente capturada pelas tropas governistas.

A oposição a Assad é apoiada pela Turquia. O presidente turco, Recep Erdogan, deu um ultimato ao governo sírio ameaçando usar seu Exército contra as tropas de Damasco caso elas não recuem do território conquistado por suas forças nos últimos dois meses.

Continua após a publicidade

“Demos as respostas necessárias ao lado sírio no mais alto nível. Especialmente em Idlib, eles conseguiram o que mereciam. Mas isso não é suficiente, (a resposta) continuará”, disse Erdogan nesta terça-feira, ao anunciar que um plano detalhado para conter o avanço das tropas de Assad será apresentado na quarta-feira.

Desde o início da ofensiva de Damasco na região de Idlib, em novembro de 2019, cerca de 2.000 pessoas morreram, sendo 350 delas civis, e outras 700.000 abandonaram suas casas à medida que o Exército sírio avançava.

Continua após a publicidade

Uma delegação russa estava em Ancara para negociar um cessar-fogo, mas o acordo não saiu do papel. Nas últimas semanas, comboios militares turcos com soldados, tanques e equipamentos entram diariamente em territória sírio.

Publicidade