Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Combatentes retomam cidade síria e 2000 reféns são libertados

Operações de busca estão sendo realizadas na cidade para encontrar extremistas que possam estar escondidos

Rebeldes apoiados pela coalizão liderada pelos Estados Unidos retomaram o controle de Manbij, cidade no norte da Síria. Com a operação, as 2.000 pessoas que estavam sendo usadas pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI) como escudo humano foram libertadas pelos próprios terroristas. Manbij, até recentemente, era um dos principais redutos do grupo EI na região. A informação foi dada na manhã deste sábado por Nasser Haj Mansour, das Forças Democráticas da Síria, grupo formado predominantemente por curdos.

Terroristas do EI usaram os cerca de dois mil reféns como escudo humano para fugir de uma cidade síria, nesta sexta-feira. “Hoje Manbij está sob controle total”, disse Mansour, e as forças estão realizando operações de busca para encontrar extremistas que possam estar escondidos na cidade.

Os combatentes.

Leia também:
Venezuela: população enterra parentes em caixões de papelão
Previsões ruins não se realizaram, diz revista sobre Rio-2016

As Forças Democráticas da Síria iniciaram sua ofensiva para retomar Manbij no fim de maio, com o apoio de ataques aéreos da coalizão. A cidade era um importante ponto de ligação entre o califado autodeclarado na Síria e no Iraque e o resto do mundo. Além disso, fica em uma importante rota que abastece a capital do grupo Estado Islâmico, Raqqa.

(Com Estadão Conteúdo)