Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com fratura no tornozelo, Cristina Kirchner não virá à posse de Dilma

Segundo o chefe de Gabinete, a presidente sofreu um acidente doméstico: escorregou em seu apartamento. Cristina também cancelou viagem ao Vaticano

Por Da Redação 29 dez 2014, 14h00

A presidente argentina Cristina Kirchner, com uma fratura no tornozelo, anunciou a suspensão da viagem ao Brasil para a posse de Dilma Rousseff no dia 1º de janeiro e a visita ao Vaticano que iria realizar junto com a governante chilena, Michelle Bachelet, informou nesta segunda-feira a assessoria da Casa Rosada. Durante sua entrevista coletiva diária, o chefe de Gabinete do Governo (equivalente ao cargo de Ministro da Casa Civil), Jorge Capitanich, confirmou que a chefe de Estado argentina “suspendeu suas atividades oficiais” pela fratura no tornozelo esquerdo sofrida em consequência de um acidente doméstico.

“O acidente ocorreu porque não a advertiram sobre a aplicação de um produto de limpeza em seu apartamento. Isso provocou uma queda e, em virtude disso, uma fratura que é pública e conhecida em virtude do boletim médico”, explicou o chefe de Gabinete. O chefe de ministros confirmou que a presidente se encontra “em repouso na residência presidencial de Olivos”, como tinha anunciado a unidade médica presidencial neste sábado.

Leia também

Argentina perde quase US$ 1 bi em investimento do Brasil

Vice de Cristina será levado a julgamento por corrupção

Continua após a publicidade

Como Cristina não viajará para a posse do segundo mandato de Dilma, os jornais argentinos especulam quem será a autoridade que irá representar a presidente. Embora fontes oficiais não confirmem quem liderará a delegação argentina, tudo aponta para o vice-presidente, Amado Boudou. Mesmo antes da confirmação oficial, o nome de Boudou já provocou fortes críticas entre a oposição porque o vice-presidente está sendo processado em duas causas judiciais envolvendo corrupção e tráfico de influência.

Em menos de um ano é a segunda vez que Cristina machuca seu tornozelo. Em março, durante uma visita oficial à Itália e ao Vaticano, a presidente argentina se acidentou em seu hotel em Roma e torceu o tornozelo. Por causa da queda, ela atrasou-se em sua visita ao papa Francisco e apareceu para a audiência utilizando uma bota ortopédica.

Leia mais

Argentina: as loucuras da presidente Cristina Kirchner

(Com agências EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade