Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Colin Powell, ex-secretário de Estado dos EUA, morre de Covid-19

General foi o primeiro negro a liderar a diplomacia dos Estados Unidos após ser nomeado pelo presidente George W. Bush

Por Julia Braun Atualizado em 18 out 2021, 09h41 - Publicado em 18 out 2021, 09h23

O general Colin Powell, ex-secretário de Estado dos Estados Unidos, morreu nesta segunda-feira, 18, aos 84 anos, vítima de complicações ligadas à Covid-19. Ele foi o primeiro homem negro a liderar a diplomacia americana. 

A morte foi anunciada pela família nas redes socais. “Queremos agradecer a todos no Centro Médico Walter Reed pelo tratamento. Perdemos um grande marido, pai, avô e um grande americano”, diz o comunicado.

Powell serviu como secretário de Estado durante o primeiro mandato do ex-presidente George W. Bush e foi um dos arquitetos da Guerra do Iraque. Antes disso foi conselheiro de Segurança Nacional na administração de Ronald Reagan e chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas americanas durante a Guerra do Golfo. 

Apesar de ter servido apenas a presidentes republicanos, Powell confessou que votou no democrata Joe Biden nas últimas eleições. Ele participou da convenção do Partido Democrata de 2020, em apoio ao atual presidente.

O general ainda comemorou a eleição de Barack Obama como o primeiro chefe de Estado negro do país e afirmou recentemente não se considerar mais republicano. Foi crítico da administração de Donald Trump e chegou a chamar o ex-presidente de “mentiroso”.

No comunicado divulgado pelas redes socais, a família do general não especificou quais foram as complicações do coronavírus que causaram a morte. Eles disseram, porém, que Powell havia tomado as duas doses da vacina contra o vírus.

Continua após a publicidade

Publicidade